Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

segunda-feira, novembro 10, 2008

Player global: teremos algum?



O Rodrigo, leitor deste Olhar Crônico Esportivo na bonita e aprazível Porto Velho (saudades de comer surubim no Caravelas), em Rondônia, enviou-me um e-mail muito interessante, do qual transcrevo um trecho:

“O ponto que gostaria de discutir com você é o seguinte: não me conformo com a pobreza técnica dos times brasileiros gerada por administrações, quando não calamitosas, perdulárias, inconseqüentes dos clubes, apenas abaixo do medíocre, deixando de aproveitar todo o potencial econômico que poderiam ser gerados por nossas agremiações.

O ano passado, li na Folha de São Paulo, caderno Dinheiro, uma entrevista de um executivo europeu ligado ao futebol. Não lembro o nome, mas acredito que seja o Peter Kenyon, ex-Manchester United, atual Chelsea. Na entrevista ele diz que ao menos um clube brasileiro, se bem gerido, deveria ser um player global, ou seja, um clube que disputasse os melhores jogadores do mundo em pé de igualdade com os clubes europeus.

O que você acha disso? Você realmente acredita nesta assertiva?”

Vamos começar pela questão de termos ou não um
global player.
Há um ano, em palestra no Brasil, o vice-presidente econômico do Barça, Ferran Soriano, disse a esse respeito:

Grandes marcas globais

A direção do Barcelona, assim como as dos demais, estou certo, trabalha com a previsão que o mundo comporta de 5 a 7 grandes marcas globais, clubes que vão dominar de forma decisiva o cenário do futebol mundial. Ele não listou os nomes, mas as probabilidades apontam para Real Madrid, Barcelona, Manchester United, Milan e Bayern Munich. Particularmente, não enxergo o Chelsea de Abramovich como parte desse clube ultra-seleto. Talvez a Juve, dificilmente Arsenal, Liverpool e Internazionale.
Infelizmente, e obviamente, ele não vê perspectiva para nenhum clube brasileiro ser sócio desse grupo. Aliás, em termos internacionais, ele destacou que o Boca Juniors, e também o River Plate, já são marcas globais. Não é difícil entender essa ausência, uma vez que nossos grandes clubes estão sempre disputando os torneios estaduais ao invés de excursionarem por Europa, Ásia e Norte América, a bordo de um calendário mundial, ponto que esse blog vem batendo frequentemente.”

(Esse trecho faz parte da quarta parte da cobertura da palestra de Ferran feita por este Olhar Crônico Esportivo e postada em 7 de dezembro de 2007.)

Há diferenças entre marca global e player global, mas para efeito prático coloco tudo junto.

Temos clubes que faturam mais que o Boca Juniors e muito mais que o River Plate, desconsiderando, naturalmente, as receitas com transferências de atletas. A economia paulista, tomada isoladamente, é pelo menos 1,5 vez maior que a economia argentina. Apesar disso, como destacou Ferran, Boca e River são marcas globais, mais próximas de se tornarem
global players que São Paulo, Flamengo e Corinthians, os clubes brasileiros de maiores receitas operacionais: TV, marketing, bilheteria, licensing. Outros clubes, como Internacional e Palmeiras, apresentam, em tese, melhores condições potenciais que um River, por exemplo.
O mesmo, provavelmente, com o Cruzeiro (cujas informações financeiras não foram obtidas, daí a ressalva).

O que, então, impede que o Brasil tenha um, dois, talvez até três
global players no mundo do futebol? Pelo menos três marcas globais?

A meu ver:

- Gestão dos clubes

- Gestão do calendário

- Maiores receitas


Dos três itens, o menos importante – sempre a meu ver – é justamente o terceiro.

O próprio Peter Kenyon (ou quem quer que tenha dado a entrevista que o Rodrigo cita) já menciona a questão-chave para termos um player global: “se bem gerido”.
Nossos clubes, de maneira geral, pecam por gestões atrasadas, perdulárias, corruptas (com certeza em muitos casos), absolutamente ineficientes.
Gestões que desprezam o torcedor e, por extensão, a renda que ele pode gerar para os clubes.
Gestões que de marketing conhecem apenas e tão somente o vocábulo.
Gestões que não buscam a união para cuidar de assuntos graves como a proteção ao licensing através do combate à pirataria.
A sorte dos clubes é que no quesito TV eles contam do outro lado com o profissionalismo da Globo, essa sim uma player global. Se melhorassem seus times e gestões, conseguiriam maiores audiências e mais dinheiro ainda da TV.
Gestão, a meu ver, é a palavra-chave que define o status do nosso futebol, e que não se encerra na gestão dos clubes, como abordo a seguir.

A gestão do calendário, em particular, e a gestão do futebol brasileiro como um todo, é atrasada. Nossos clubes têm que disputar torneios deficitários (exceto dois) que a nada levam e consomem, no caso paulista, 23 datas. Falo, é claro, dos estaduais.

A Confederação, que em tese deveria cuidar, proteger e fortalecer nosso futebol, que tem os clubes como base, preocupa-se, de forma quase exclusiva e obsessiva, com as seleções, as muitas seleções sub-alguma coisa e, sobretudo, a seleção principal, galinha fenomenal de ovos de ouro. Nosso futebol propriamente dito, esse pobre coitado que gerou os títulos mundiais, a fama e tudo o mais, fica jogado às moscas, fica entregue à sanha de dirigentes regionais que se perpetuam ad eternum no poder, eles próprios ou seus fechados grupos), e mexem seus pauzinhos de maneira a ter os grandes clubes como somente vacas leiteiras, cuja finalidade única é mantê-los abastecidos, gordos, luzidios, pelo brilhante, como gatos de estábulo que tanto leite gordo bebem que deixam os ratos tomarem conta das rações que deveriam alimentar as vacas que dão o leite que deixa-os gordos, felizes e preguiçosos.

Olhando para o que escrevi fiquei com vontade de cortar a torrente de adjetivos e imagens figuradas, mas, para que? Esse besteirol tem tudo a ver com essas pessoas que cuidam das federações e confederação, que jamais poderão ser chamadas de gestores. Melhor preservar essa palavra para quem faz algo pelo menos parecido com gestão.



Um player global tem que se mostrar ao mundo, este é o primeiro ponto. Nossos clubes, entretanto, e já abordei isso em um post intitulado “Bairrismo, o mal dos nossos clubes”, em 7 de fevereiro desse ano, são players paroquiais.

Temos times de paróquias.

Enquanto um Boca disputa um torneio de verão na Holanda ou Alemanha, engalfinhamo-nos na disputa do nosso Brasileiro. Porque as datas que deveriam ser utilizadas para enfrentar Real Madrid, Barcelona, Manchester e outros de igual porte e nome, em torneios na Europa, Ásia ou América do Norte, são usadas em vibrantes confrontos contra o XV de Campo Bom, o São Bento de Sorocaba, o Friburguense, o Ituiutaba...

Clubes de valor que, como os demais, merecem todo o respeito, mas que não podem ser privilegiados com a existência de campeonatos estaduais anacrônicos e, na quase totalidade, deficitários.

Então, Rodrigo, voltando às tuas perguntas, eu acredito que poderíamos ter, sim, um, dois, três
global players, desde que tivéssemos um futebol gerido com um mínimo de inteligência e preocupação com os clubes.
Desde que tivéssemos um calendário modificado e adaptado ao calendário europeu, que está se tornando um calendário mundial.
Desde que, acima de tudo, tivéssemos nos clubes boas administrações. A partir da introdução dos pontos corridos, em meio ao mar de lamentações que o sistema provocou, já começamos a perceber que há mudanças para melhor na administração dos clubes, inclusive entre os que vivem tomados pelos fantasmas de dívidas monstruosas. Isso é animador.


O Crash de 2008 veio complicar um bocado, ou melhor, irá complicar um bocado o fortalecimento dos clubes no aspecto financeiro. Tudo indica que teremos dois ou três anos de recessão, acompanhando o que irá ocorrer com a economia dos Estados Unidos e da Europa. Os fatores Obama e China poderão influir positivamente, mas não sabemos como e em que medida.
Fazer prognósticos hoje é tarefa mais difícil que o normal.


Há comentários que 2010 será o ano da mudança.

Aproveitando a realização da Copa do Mundo, a CBF mudaria o calendário do nosso futebol, adequando-o ao europeu. Isso por si só não bastará.
Será muito útil no sentido de termos o mesmo time disputando o BR praticamente do começo ao fim, o que hoje não ocorre devido à janela de verão (europeu), mas não será o bastante, a menos que se mexa nas datas destinadas aos torneios estaduais.
São eles que mantêm nossos clubes presos em suas paróquias, repetindo o que já expus.

‘Trocentas’ linhas depois, sequer falei do aspecto técnico e pouca importância dei à questão das receitas. Nesse último caso porque não considero nossas atuais receitas, em fase de crescimento, como o fator limitante. E no aspecto técnico eu não compartilho a opinião que temos um campeonato de baixo nível técnico, que só contamos com jogadores de 3º escalão, etc e tal. Apesar do êxodo anual, temos, sim, bons jogadores e bons times, que seriam ainda melhores e mais estáveis com boas gestões nos clubes.

O Peter Kenyon fala em ser um player globar e “disputar os melhores jogadores do mundo em pé de igualdade com os clubes europeus”. Tão cedo não disputaremos os melhores do mundo, e nem chega a ser o caso. Simplesmente não teríamos como pagar jogadores nessa faixa, em primeiro lugar. Em segundo, podemos, sim, ter clubes em posição de destaque no futebol mundial sem que, necessariamente, tenhamos o dinheiro suficiente para tirar Kaká do Milan ou Cristiano Ronaldo do Manchester.

É o que eu penso. Por favor, fique à vontade para contestar, você e os demais, claro.


.

Marcadores: , , , ,

7 Comments:

  • At 11:19 AM, Blogger Luis Henrique said…

    Lamentável saber que o verdadeiro potencial economico dos nossos clubes não são aproveitados por simples questão de vontade da CBF em viver no passado.

    Aqui nos EUA tenho um amigo mexicano que pouco conhece o futebol internacional e sempre exalta sua liga local e seu amado Chivas como se fossem maravilhas do mundo. Quando sentamos para assistir futebol e tem um time brasileiro jogando ele faz perguntas como: Porque um time tão grande e historico como o Santos joga em um estadio tão pequeno e antigo? Porque os times brasileiros perdem tantos jogadores enquanto no Mexico está dificil convence-los para sair?

    Ao ser honesto e dizer a realidade do nosso futebol, quem não conhece fica surpreso que um país vencedor de copas do mundo está repreto de clubes individados jogando em estadios ultrapassados. Não é a toa que o Boca tem mais popularidade fora do seu país que qualquer outro clube brasileiro.

    Emerson, se a Globo é tão profissional
    nesse aspecto, porque eles não influenciam a uma mudança ao inves de comprarem os direitos desses campeonatos estaduais?

     
  • At 3:28 PM, Blogger LBL said…

    Gosto muito de seu Blog!
    Leio sempre, parabéns!
    Ele me permite sonhar que um dia, se os clubes se tocarem, poderão realmente evoluir um pouco. Afinal, que torcedor não ficaria empolgado em acompanhar seus times em torneios contra os europeus no começo da temporada?
    Uma prova que o nível técnico não é tão baixo, ao menos em termos de competitividade é os resultados dos mundiais de clubes e eventuais torneios (raríssimos) em que clubes brasileiros comparecem!

    Vamos torcer pra que algum dirigente leia esse blog e comece a mudar de idéia...não acredito que eles nunca ouviram falar desse tipo de ação e administração....seria então má-fé ou preguiça deles??

     
  • At 6:14 PM, Blogger RONALDO DERLY RODRIGUES said…

    Pô chico voce contratou um advogado para defender o seu fogão é,o que o tio merzão está chorando aqui no vdk he he he e chico já estou ficando enfastiado de ganhar do fogão he he e o penalty foi em cima do jorge marrento cai cai henry ah então está explicado porque o juiz não deu,o cara é maior ator e péssimo ator,agora ter que aturar o emerson e o nei fraco chorando é dose,chico mengão rumo a yokohama,ninguém segura e a sua máscara já está reservada para o natal,pode ficar tranquilo he he he abraço chico e não fica bravo comigo mas não deu para resistir quando vi o tio merzão fazendo média com voce,ronaldo kleberson.

    esse comentário eu postei no blog do chico da kombi he he he a la xaruto pilhando todo mundo,abraço ronaldo,lider isolado hem,sou figueira desde criança he he he.

     
  • At 7:25 PM, Anonymous Anônimo said…

    Boa Noite, Emerson.
    Gostaria primeiramente de parabenizá-lo pelo seu Blog, o qual já acompanho há um bom tempo. Concordo com muitas de suas análises, na verdade com a maioria, porém olho com ressalvas os grandes clubes brasileiros que você listou nesse artigo sobre se tornarem potenciais marcas globais e sua comparação com o Boca e o River. Concordo que Corinthians e Flamengo largam à frente dos outros em relação ao apelo da marca, tamanho das torcidas, etc. Se eu formasse um “segundo grupo” nos clubes brasileiros, eu igualaria em condições o São Paulo ao Palmeiras, Internacional, Grêmio e Cruzeiro. O Santos não entra nessa minha lista por ter uma torcida menor e não conseguir disputar as atenções em São Paulo com o Trio de Ferro; Vasco e Atlético Mineiro saem dessa lista por estar passando por um momento muito difícil financeiramente e politicamente, o que dificulta uma analise prematura sobre o quando esses quadros serão revertidos.

    Penso que atualmente o São Paulo vive um momento melhor devido à administração moderna, explorar melhor o marketing e licenciamentos, estar passando por um aumento no valor da marca, alem de outros fatores que o seu blog cita, mas principalmente porque está ganhando campeonatos e por isso aumentando a sua visibilidade. O Palmeiras passou por um tempo muito ruim, mas parece estar se aprumando novamente, com novos investimentos, possibilidade de um novo estádio, um time que voltou a competir por títulos e uma administração que esta sendo mais bem conduzida. Não coloco o São Paulo em condições superiores ao Palmeiras porque este ainda é uma marca muito forte, que ainda não explora tão bem suas fontes de renda quanto os rivais paulistas. O Internacional e o Grêmio conseguem manter sua arrecadação anual alta, pois utilizam fontes de renda alternativas de uma forma mais eficiente em relação aos outros clubes brasileiros (ex: os sócios do Inter que geram uma renda de R$ 24 milhões anuais) e sem essas fontes não seriam páreo para o eixo Rio-SP. O Cruzeiro além de ser muito bem administrado, consegue negociar jogadores melhor do que qualquer outro time, o que é bom, mas se torna ruim devido a sua maior dependência nesse negocio. Vejo muitas perspectivas para aumento de receita de todas essas agremiações, mas na minha opinião o motivo deles nunca se tornarem e nem terem um potencial tão grande quanto os times do eixo Flamengo(Rio)-SP é justamente não estarem dentro deste eixo. O que causa a diferenciação atual em receitas e visibilidade, traçando um paralelo ao seu clube do coração é a quantidade de conquistas recentes.

    Esses times citados podem se igualar em condições se voltarem a ganhar, aumentando a visibilidade com novas conquistas. Isso parte para o campo das hipóteses, mas sabemos que em um futebol cíclico, o São Paulo não vai dominar o cenário durante muito tempo. Uma teoria minha é que o São Paulo e Palmeiras são ainda os dois clubes com maior potencial e poderiam formar o “Top Four” com Corinthians e Flamengo, como acontece na Inglaterra (Arsenal, Manchester United, Chelsea e Liverpool). Este é um resumo da minha opinião sobre as potencias marcas globais brasileiras. Gostaria de saber a sua opinião a respeito de tudo isso! Em tempo: sou torcedor do Figueira, mas moro em São Paulo e acompanho a mídia esportiva local e, infelizmente, não posso por meu time nessa lista! Tenho ainda que torcer contra o rebaixamento do meu time esse ano. Mais uma vez parabéns pelo ótimo blog!

    Abraços

    Fernando (cazelatto@gmail.com)

     
  • At 10:07 AM, Anonymous Maurício Pena said…

    EMERSON, Ô EMERSON, EEEEEEEEMRESOOOON!!!!!!! Tá na hora de ATUALIZAR o blog. Você fica só postando no JA e esquece do seu PRÓPRIO BLOG que está querendo COMEÇAR A BOMBAR ???? hehehehehehe

     
  • At 10:25 PM, Blogger Douglas said…

    O Palmeiras somente cresceu "ESTE ANO" por causa da Traffic e ainda sua diretoria atual quer se perpetuar no poder.
    Futebol não depende somente de ter a maior torcida, o Cruzeiro tem menos torcedores e arrecada mais.

     
  • At 10:26 PM, Anonymous Anônimo said…

    Good evening olharcronicoesportivo.blogspot.com dudes.

    Are you searching to get your Online Store [b]Listed on top of Yahoo[/b] search engine? Maybe you are looking to get more audiance exposure? We have the solution for you! We offer you an exclusive chance to experiance the knowledge of our [b][url=http://xrumer-blast.com/marketplace/xrumer-products/]Xrumer Experts[/url][/b]. [url=http://www.xrumer-blast.com][img]http://xrumer-blast.com/wp-includes/images/smilies/icon_smile.gif[/img][/url]

    This is NOT spam! This is a human edited message created specifically to demonstrate the power of our automated software and its potential of getting to wide variety of audience in an effective and time saving manner.

    We are a group of veteran [b][url=http://xrumer-blast.com/about-xrumer-blast-com/]Internet Marketers[/url][/b] and [b]Search Engine Optimization Experts[/b] that provide [b]Affordable, High Quality, [url=http://xrumer-blast.com/marketplace/seo-products/]SEO Service[/url][/b]. Post your message on thousands of forums, message boards, blogs and journals and gain organic traffic in a matter of days! With the help of our [b][url=http://xrumerblast.livejournal.com/]Search Engine Optimization Experts[/url][/b] your [b]Store URL[/b] can appear on [b]7418[/b] journals and blogs. Receive almost instant increase of SERPS, Get thousands of quality backlinks directly to your Blog without lifting a finger!

    Our goal is simple; we want to make you and your website on the top of every search engine so you and your family can enjoy the comfort of steady, automatic income without leaving your home. Trough our [b][url=http://xrumer-blast.com/contact-xrumer-blast-com/]SEO Expert Advice[/url][/b] you will get one of the best support seen in the industry. As part of our [b]Search Engine Optimization Services[/b], we take care of everything for you, from Optimizing your Website for search engines all through ranking your Blog on the first page of your MSN.

    For more information regarding [b]Search Engine Optimiztion[/b] and [b]Xrumer Blast Services[/b] visit [b][url=http://xrumerservice2010.wordpress.com/]Xrumer Services[/url][/b]. Our site includes everything you need to order your first [b]Xrumer Blast[/b], you can create the most appropriate message (Project) to suit your Forum, send us the information and after the payment clearance we will start working immediatly!

    [url=http://xrumer-blast.com/marketplace/][img]http://xrumer-blast.com/wp-content/uploads/Xrumer-Blast-Logo.png[/img][/url]

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home