Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

sexta-feira, novembro 21, 2008

Fatos & Factóides



Factóide: fato ou pseudo-fato divulgado com sensacionalismo pela imprensa. Em sua origem, tinha o significado de fato divulgado por meio de imagens, em que estas eram o elemento mais importante.

O emprego desse vocábulo tornou-se popular e voz corrente a partir do início dos anos noventa, devido ao uso sistemático do prefeito carioca, Cesar Maia, de divulgar a si próprio e suas realizações ou, e isso é importante, intenções, de forma exagerada e massiva. Isto chegou a motivar um artigo da revista Veja, cujo título era e é auto-explicativo: “Governar é lançar factóides”.

O propósito de um factóide é gerar deliberadamente um impacto diante da opinião pública de forma a manipulá-la de acordo com as aspirações de grupos ou pessoas que se utilizam de sua influência na mídia. Um factóide pode ser definido como a emissão de uma notícia com o propósito único de atrair ou desviar as atenções. Como já foi dito no início, pode ser um fato ou um pseudo-fato. Pode ser real ou não. Pode ser um fato ou apenas uma intenção.

O que realmente importa e define um factóide é sua capacidade de atingir as pessoas, ou, usando um verbo dos novos tempos, impactar as pessoas.




Factóides recentes


Lugano volta ao São Paulo em 2009

Don Diego ganha perto de 1 milhão de reais por mês no Fenerbahce. Sua esposa está grávida e quer ter o filho em São Paulo ou em Montevidéu, ao lado da família. Caso parem em São Paulo, será quase a mesma coisa, pois a família Lugano adaptou-se à cidade com uma facilidade e prazer poucas vezes vistos em outros jogadores estrangeiros. Ao São Paulo interessa a volta de Lugano, isso é mais que óbvio, até porque Rodrigo voltará ao Dynamo de Kiev em 2009. Mas o clube em hipótese alguma pagaria a ele mais que 15% do que ganha no Fener. Nesse caso, como ficam as coisas? estaria o clube turco disposto a emprestá-lo por um ano e bancar 85% de seus ganhos? A troco de que? Ou, também improvável, estaria Lugano disposto a abrir mão desses 85%? Altamente improvável.



Ronaldo no Corinthians

Há poucos dias Andrés Sanches fez um tour pela Europa.
Há duas versões: ele foi para contratar Deivid, o centroavante do Fenerbahce, é uma. Outra diz que ele foi para negociar Andre Santos e Dentinho, talvez Lulinha, que no momento está em baixa.
A dívida de cem milhões do clube diminuiu pouco, quase nada, no decorrer desse ano de 2008. Recentemente, para escapar da restrição de crédito imposta pelo Crash, o Clube dos 13 e a Globo montaram um esquema de salvamento para alguns clubes, dos quais os primeiros beneficiados foram justamente o Corinthians e o Botafogo.
Outros adiantamentos já haviam sido feitos, tanto diretamente da Globo para o clube, via Clube dos 13, como por meio de empréstimo bancário avalizado e garantido pelas cotas de TV do próximo ano. Tal como o time do Rio de Janeiro e outros mais, a maior parte, quase a totalidade das verbas de TV de 2009 já está comprometida.
É nesse contexto que surgem as notícias da vinda de Ronaldo.
Se isto não for um factóide...



Ronaldo, Davids e Adriano no Flamengo

Para poupar tempo, onde lê-se Corinthians no bloco anterior, leia-se Flamengo, com poucas mudanças. Mudam os números da dívida, também, e aqui a mudança é grande. Mas, essencialmente, o resto pouco muda.
Marcio Braga pode ser considerado um especialista nessa arte difundida por Cesar Maia, e o torcedor rubro-negro vê-se às voltas hoje com a perspectiva doce – e quase certamente ilusória – de contar com esses três jogadores em seu time.

Não há o que falar sobre
Ronaldo, exceto que ele próprio não sabe se voltará a jogar ou se pendurará as chuteiras profissionais. E se voltar a jogar profissionalmente, só o fará por um dinheiro muito grande para qualquer clube brasileiro.

Adriano jogou no São Paulo por seis meses – essa foi a duração do contrato. Nesse período aceitou receber 160.000 reais mensais e abriu mão do restante, em nome de seu esforço para recuperar-se da situação em que estava metido. Seu salário mensal é de aproximadamente meio milhão de euros, pouco menos que isso. Trocando em miúdos, digo, em reais, essa brincadeira aproxima-se, hoje, de um e meio milhão de reais. Todo mês. Será que ele, uma vez mais, irá abrir mão desse dinheirinho, irá trocar milhão e meio por, quem sabe, duzentinho?
Não acredito.

Quanto ao holandês
Davids, cuja esposa é brasileira, e também por isso gosta muito do Brasil, não duvido de nada, mas não tenho a mínima idéia da utilidade que esse jogador poderia ter para o Flamengo num renhido 2009. Afinal, já com 35 anos de idade, não está rendendo tanto como outrora e parece estar mais para jurado de free style do que para titular de meio-campo num time que tem que encarar o Brasileiro e, possivelmente, a Libertadores. Ao mesmo tempo.




Os factóides são abundantes nessa época do ano.
De muitos, conhece-se os autores. Outros, entretanto, vêm a público, causam alvoroço, mas o pai ou pais do factóide permanecem desconhecidos ou apenas imaginados.
Com o fim da temporada, o fim do ano e o fechamento das contas do período, simultaneamente, um certo nervosismo parece tomar conta de dirigentes e, quando não, de pessoas com interesses diversos em torno dos clubes.
Os torcedores lêem coisas como essas e animam-se, passam a projetar times imaginários que tudo e todos vencerão. Quando nada acontece, como é o caso na maioria das vezes, a frustração é substituída por uma raiva difusa, que, por fim, atinge mais o mensageiro do que o autor da mensagem, principalmente quando este é um anônimo.

Azar do mensageiro.


.

Marcadores: , , , ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home