Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

sexta-feira, agosto 29, 2008

A “Sul Americana” reage


Há muito tempo fala-se mal da Copa Nissan Sul Americana.


De minha parte já falei bem dela, em especial em sua edição de 2007, que contou com a participação de um time da MLS – Major League Soccer.


Mesmo o meu ‘falar bem’ era cheio de ressalvas, a principal delas a época de realização. Não faz sentido fazer a Sul Americana no segundo semestre apenas para agradar ao Boca Juniors e ao River Plate, equipes com presença a bem dizer cativa na competição e, pior, entrando já em sua segunda fase. Claro, é direito da AFA indicar quem bem entender e da forma que melhor entender, mas isso é um acinte às demais equipes. Por trás disso, a necessidade dos dois times fazerem dinheiro, qualquer dinheiro, a qualquer custo, principalmente, e a infantilóide disputa do Boca que quer ser o ‘maior vencedor de Copas’ do mundo. Infantil, sim, porque sabe todo amante da bola que há Copas e copas.


No Brasil, a Sul Americana castiga, quero dizer, premia o campeão brasileiro com participação – que é obrigatória – na mesma. É a velha lógica tupiniquim de sempre penalizar os melhores times com jogos e mais jogos, boa parte deles sem sentido ou utilidade. Realizada durante o segundo turno do Campeonato Brasileiro, quando as definições ganham força, seja em cima, seja embaixo, nossas equipes, acertadamente, privilegiam o Brasileiro. Ou porque almejam o título ou porque querem a Libertadores ou porque já estão na reta do desespero e querendo sair dela, pois ao seu final está o rebaixamento.


Aliado a esse fato, há o baixo retorno financeiro da Copinha. Segundo informações (que ainda pretendo confirmar), cada equipe recebe US$ 75,000.00 por jogo e mais a renda do mesmo. Renda que já vem descontada em 20% (CONMEBOL, CBF e federação estadual). Ao campeão cabe um prêmio de 1 milhão ou de meio milhão de dólares. Nada de extraordinário, mesmo que seja o valor maior, lembrando que o dólar, novamente em viés de baixa, caminha para 1,60 e daí para baixo, a depender do humor do eleitor americano.


Ontem, depois de vários jogos com reservas, e do campeão brasileiro ter mandado a campo um time com 7 garotos, 3 reservas e somente 1 titular, veio a primeira reação e, como não poderia deixar de ser, partindo de quem partiu, veio na forma de um golpe baixo, bem casuístico. A seguir, transcrevo nota da Painel, publicada na Folha de S.Paulo de hoje:


“Quem mandou?


Patrocinadores da Conmebol fazem lobby para que a confederação brinde o campeão da Copa Sul-Americana com vaga na Libertadores-2009. Retaliação aos clubes que desprezam a competição e usam times reservas, alguns eliminados já na fase nacional do torneio. A tese é que dar um prêmio extra ao vencedor não fere o regulamento do campeonato. Além disso, as regras da próxima Libertadores não estão definidas. Pressionada, a entidade dá sinais de irritação com os brasileiros, que protagonizam duelos de reservas.”



Agora, leitores deste Olhar Crônico Esportivo, façam um pequeno favor: onde lê-se ‘patrocinadores’, leiam Traffic.


Entenderam?


Pois é. O polvo estica seus tentáculos.


Bom final de semana para todos.


Este blogueiro atrasou sua viagem por culpa desse polvo – ops – dessa agência.



:o)


.

Marcadores: , , ,

5 Comments:

  • At 10:39 AM, Blogger Evandro said…

    Emerson excelente comentario
    SLS

    Kurth

     
  • At 12:25 PM, Anonymous Anônimo said…

    Por que a Traffic? Se fosse assim, o Palmeiras teria entrado com o time titular contra o Vasco na partida de ida da SA.

     
  • At 12:47 PM, Anonymous Luis Henrique said…

    Eu juro que pensava que esse "patrocinador" seria a AFA ou o canal FoxSports, porque o torneio descaradamente favocere aos argentinos. Nao falo somente pelo Boca e River iniciarem na segunda fase, mas sim da arbitragem injusta que sempre favorece ao Boca contra times de outros paises. Vamos ser realistas Emerson, os criterios desse torneio não são claros. Por exemplo, esse ano colocaram um time desconhecido de Honduras para jogar contra o Arsenal, sem meritos algum para participar (O Saprissa da Costa Rica havia ganho a ultima Copa da Concacaf). Seria melhor haver alguma regra que evitasse os participantes da LA de entrarem. Tambem, concordo contigo quando fala do pensamento infantil do Boca em superar os numeros de titulos. Se for assim, prefiro que a CBF coloque no torneio os 4 melhores times da serie B para participarem. Acho que eles apreciariam melhor essa cota mesmo sem ganhar o trofel.

     
  • At 1:42 PM, Blogger Emerson said…

    Anônimo, há um zunzunzum no Palestra justamente por causa disso, indicando que o Vanderlei está em dúvidas sobre entrar ou não com os reservas, como fez no primeiro jogo.

    Eu traduzo patrocinadores por Traffic porque o patrocínio da Sul Americana é da Nissan Motors USA. Pelo menos, o contrato da CONMEBOL foi assinado com ela, na renovação.

    O interesse maior da Nissan é no mercado latino nos Estados Unidos e nos mercados latinoamericanos, notadamente o Mexico. Portanto, se times brasileiros estão entrando com reservas ou não, imagino eu aqui nesta ensolarada Santa Rita, a Nissan pouco está ligando.

    Já a Traffic...

    :o)

    Luis Henrique, há critérios, por incrível que pareça, e pretendo rever o regulamento em breve, tão logo retorne do sítio.

    O que ocorre é que a CONMEBOL não determina à CBF ou à AFA ou, claro, muito menos à CONCACAF, quem serão os indicados.

    O certo é que a SA pode ser muito valiosa, em outro formato e outra época do ano.

     
  • At 4:35 PM, Blogger EAUG said…

    blog bão!

    sulamericana dar vaga pra libertadores não faz sentido nenhum. a copa da UEFA não dá pra champions.

    Os times brasileiros jogam com reservas porque tem esse fase nacional que nao deveria existir. Se fossem só 4, duvido que nos jogos internacionais iriam com a maioria de reservas.

    Se a CONMEBOL quer ter duas competições, que se organize e faça direito. Do jeito que tá hoje, nem com vaga na LA a SA ganharia importância. Se eu ganhar o brasileiro, eu também vou pra LA.

    Por fim, essa "nova regra" que querem inventar, pode premiar o 12º colocado do BRão passado com uma vaga na libertadores. A CONMEBOL podia pegar umas aulas com a UEFA.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home