Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

sexta-feira, julho 04, 2008

Impressões pós-pane, pós-final

“Perdemos o jogo em casa por 5x0; quando saí do vestiário, tinha vários torcedores esperando a saída dos jogadores e vieram pedir meu autógrafo.”

Marcos Senna, campeão europeu pela Espanha, falando de seu espanto pela diferença, uma delas, entre jogar na Europa e no Brasil. O jogo a que ele se refere foi na segunda rodada da Liga 2007, quando o Villareal perdeu para o Real Madrid pelo placar, sonoro, de 5x0.

Se tivesse acontecido aqui no Brasil, os torcedores estariam, no mínimo, berrando palavras como vergonha, humilhação, gritando “queremos raça” e outras tolices que vemos e ouvimos a cada nova rodada do BR 08.

Tal como vimos no 07, 06...

E veremos e ouviremos no 09,10, 11...

E sabe-se lá até quando, talvez até sempre.

De volta ao ar depois da pane nos serviços da Telefônica, corri a ler os comentários sobre o jogo Fluminense x LDU. Apesar da moderação no Jogo Aberto – o blog do Lédio Carmona (link em Favoritos), ainda assim a leitura de boa parte do que foi escrito provocou ora engulhos, ora raiva, ora uma profunda decepção.

Muitas pessoas valem-se da internet para porem à tona seus piores instintos, aqueles que o ex-primeiro-ministro dessa República costumava despertar em “nobre” deputado.

Turbinadas pelo florescimento desses instintos agrediram verbalmente ao clube, ao time e aos torcedores do tricolor carioca. Sem dúvida, em boa parte motivadas por comportamento semelhante de torcedores do time derrotado na noite de anteontem, alimentando um ciclo vicioso.

Eu falei time derrotado?

Sim, falei, ou melhor, escrevi.

Mas o Fluminense ganhou o jogo!

É verdade, mas perdeu o título, e é isso que entra para a história.

O que é difícil entrar nas cabeças dos torcedores, todavia, adversários, inclusive, é que disputar uma final de Libertadores de América já é uma grande vitória. Eu adoraria que fosse meu time que tivesse entrado em campo na noite de quarta-feira. Significaria que eu teria sido muito feliz ao longo da competição, vendo meu time subir degrau a degrau um caminho extremamente árduo até chegar ao topo.

Ganhar ou perder é parte do processo. Precisamos aprender a valorizar a disputa e deixarmos de nos concentrar tão fortemente, tão doentiamente, apenas na vitória final.

Afinal, o futebol existe para nos dar prazer e emoções, e também lições de vida.

Fico com a impressão que estamos tendo muito pouco prazer e nenhuma lição de vida com esse esporte maravilhoso.

Descobri, imensamente surpreso, que o mundo continuou existindo, o planeta continuou girando, a vida continuou em toda parte, enfim, enquanto ficamos sem internet, no meu caso por longas, intermináveis 21 horas.

A cada dia fica mais difícil lembrar como era a vida antes da internet e dos celulares.

Aliás, falando nisso, existia vida antes desses “trem”?

.

Marcadores:

5 Comments:

  • At 1:49 PM, Anonymous Victor said…

    Emerson, penso como você.

    Quando vi os comentários do Jogo Aberto fiquei decepcionado.

    Não com o fato de terem torcendo contra o Fluminense, mas sim, pelo fato apenas da rivalidade, terem comemorado como se fosse uma vitória do clubr rival.
    Pelo fato de tentarem incutir vergonha onde não houve.

    A decepção é de saber que enquanto existe essa gente, não atingiremos a plenitude do futebol pelo futebol.

    Sacanear a derrota tricolor, é tranquilo. Desvirtuar a conquista do vice é estupidez.

    ****

    Como disse, eu como tricolor carioca, penso como você.
    Deixei isso bem claro neste post. Grande Vice-Campeão da América

     
  • At 6:11 PM, Anonymous Victor said…

    É Emerson...

    Acho que mesmo que vencesse a Libertadores, o Flu estaria em maus lençóis no BR08.

    Por mim, a idéia não era aquela. Quando a coisa degringolou, o Flu veio com esse papo do foco na Libertadores.

     
  • At 6:18 PM, Blogger Emerson said…

    Não, Victor, houve mesmo uma escolha equivocada de atuação.
    Na minha opinião, é claro.
    Não estou dentro do clube, etc, etc, assim como não estou dentro de outros clubes e penso e escrevo a partir do que eu penso e do que recebo de informações via mídia.

    Mesmo considerando a importância da LA para o Fluminense, dizem a prudência e a sabedoria que não se deve pôr todos os ovos num só cesto.

    Mas, isso tudo são águas passadas. Como eu disse, o importante é tirar lições dessa perda. O ser humano é duro de aprender alguma coisa ganhando, mas é muito bom para aprender com as derrotas.

    E se tem um saldo que não podemos jogar fora é esse: o aprendizado pela derrota.

    É assim que a gente cresce.

     
  • At 6:43 PM, Anonymous Anônimo said…

    Graças a Deus existia e existe ainda muitas vidas sem internet...

     
  • At 6:54 PM, Blogger Emerson said…

    É verdade, tem mesmo muita gente sem internet.

    É o pessoal do MSI - Movimento dos Sem Internet.

    Eu mesmo jogarei nesse time amanhã e domingo. Até tenho internet no sítio, via rádio, mas não vou levar meu computador, meio pro trambolho, porque eu jogo, ainda, no time do MSN - Movimento dos Sem Notebook.

    :o)

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home