Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

segunda-feira, março 24, 2008

Um passarinho disse: 410 + 40


Nessa semana o Clube dos 13 deve anunciar os valores oferecidos pelas emissoras concorrentes. Mas posso adiantar que o valor de 450 milhões de reais que circulou na semana passada, inclusive nesse Olhar Crônico Esportivo, é o valor real proposto pela Globo, envolvendo sinal aberto, fechado e PPV.

Desse total, porém, a oferta foi de 410 milhões em dinheiro e mais a publicidade estática nos estádios, cuja venda deve render, por baixo, mais 40 milhões a valores de mercado. Essa é a composição dos 450 milhões. Essas informações foram-me passadas em agradável conversa com um passarinho nessa segunda-feira pós-Páscoa.

Essa proposta está sendo vista com muita satisfação, inicialmente, mas como esse blog adiantou e esse passarinho confirmou hoje, haverá uma boa briguinha por um aumento nesse valor.

Em outra conversa, essa agora com dois amigos, um deles ligado à área de comunicação e o outro ao futebol propriamente dito, eles disseram-me da possibilidade da ESPN Brasil entrar na parada, transmitindo algumas partidas por semana.

Achei a informação interessante. A ESPN não tem e não conseguiria montar uma grande estrutura para transmitir a quantidade de jogos que o Sportv/Premiére transmite, mas um número reduzido, como dois ou pouco mais por semana, é bem possível para a ESPN Brasil.

Embora eu pessoalmente não acredite que a Secretaria de Direito Econômico tenha munição para ir em cima da Globo devido à exclusividade que ela tem dos direitos de transmissão, hoje alvo de intenso tititi nascido em Brasília (onde o lobby da Record é forte), não deixaria de ser politicamente interessante abrir esse mão parcialmente da exclusividade no sinal fechado, tal como já fez no sinal aberto com a Record e faz atualmente com a Bandeirantes. Na verdade, quanto mais eu penso no todo político, mais enxergo uma ótima oportunidade para a Globo. E excelente, é claro, para os clubes, o mercado e o torcedor, evidentemente. Com isso, ela formalmente e – por que não? – praticamente, quebraria a exclusividade, na medida em que outras duas concorrentes estariam transmitindo o Campeonato, ambas sem condições de pôr em risco a liderança global, mas isso, é claro, é mero detalhe.

Então, senhores, por enquanto ficamos assim.

Como dizia o locutor do Repórter Esso, voltaremos a qualquer momento em edição extraordinária com novas informações ou suposições.

Boa noite e boa sorte.

:o)

.

Marcadores: ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home