Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

sábado, dezembro 22, 2007

“pão ou pães...”

“... o senhor sabe: pão ou pães, é questão de opiniães...”

Essa frase maravilhosa está logo na primeira página de “Grande Sertão: Veredas”, de João Guimarães Rosa.

A partir de nossos conhecimentos e crenças, formamos opinião sobre tudo e sobre todos.

Gosto de fulano, não gosto de beltrano.

Acredito nisso, desconfio daquilo, não acredito naquil’outro.

Opinião é algo necessariamente mutável, ao contrário de princípios (que não chegam a ser imutáveis, claro, mas devem estar perto disso).

Opinião é produto de raciocínios elaborados a partir de fatos determinados. Quando mudam os fatos, é natural e é saudável que a opinião que eles criaram mude, também.

Não pretendo ser dono da verdade, embora seja essa uma sensação muito gostosa, e confesso que tento manter minha mente sempre aberta a novas informações que contradigam ou ampliem as que eu já possuo.

Toda essa introdução recheada de obviedades, embora algumas nem tanto, é para posicionar-me em relação à matéria do jornalista Eric Faria, da Globo, relatando que o empresário do zagueiro Rodrigo teria sido ameaçado de morte pelo dirigente do clube onde atuava o ex-jogador do São Paulo. O fato teria sido motivado pelo desejo do dono do clube em negociá-lo com o São Paulo, que teria feito melhor proposta, e não com o Flamengo, para onde acabou indo o jogador. Naturalmente, a tal ameaça de morte é fruto, se verdadeira, da cabeça do dirigente ucraniano, mas se tudo for verdadeiro, poderá caber uma censura ao comportamento do São Paulo no episódio, ao tentar a contratação de Rodrigo.

Hoje é sábado, com Natal na terça-feira.

Já não se encontra ninguém para fazer meia dúzia de perguntas. Aliás, verdade seja dita, nem seria o caso para tanto.

Daqui a pouco eu mesmo estarei fora do ar internético, a caminho de Brotas e de lá, depois de um rafting amanhã, para o Sítio das Macaúbas, onde minhas vaquinhas Jersey já não lembram quem sou eu e qual meu papel na vida delas. Ou seja, só retornarei às lides internéticas na quarta-feira.

Portanto, deixo esse assunto no ar até lá.

Como disse ao Eric em troca de comentários no Jogo Aberto, vou esperar o pronunciamento da diretoria do São Paulo a respeito antes de reforçar o que já penso ou, se for o caso, mudar minha opinião, que, como disse acima, não é imutável.

Nem pode ser.

No mais, Feliz Natal a todos, divirtam-se, com muita saúde e paz.


.

Marcadores:

2 Comments:

  • At 11:40 AM, Anonymous Anônimo said…

    Emerson, meu amigo.
    .
    Vamos aguardar mais um pouco pra ver o desenrolar dessa história.
    Bastidores do futebol é sempre nebuloso.
    .
    Emerson, sei que você já foi prá Brotas, a estas horas, mas quero deixar aqui o desejo de um Feliz Natal à você, à dona Rosa e à seus filhos(dois eu sei que você tem).
    . Boa viagem e ah!, não se esqueça que "Dois Corgos" fica à uns 50 km de Brotas pela Comte. João Ribeiro de Barros.
    .
    Feliz Natal.
    De seu amigo
    Odair Porcolino.

     
  • At 10:49 AM, Anonymous GIGI said…

    Bom dia Emerson.
    Espero que teu Natal em família tenha sido regado à muita alegria, paz e confraternização.
    Mandei um e-mail para você, mas acho que você já estava "desplugado".
    Estas notícias que surgem nesta época do ano, acredito serem mais fruto da "falta de", do que da "importância de", se é que me entendes.
    Abraço.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home