Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

domingo, dezembro 02, 2007

Vantagem estratégica?


O Corinthians caiu para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Lamento por meus tios, primos e sobrinhos, lamento por meus falecidos avós, lamento por meus amigos. Lamento, também, pelo futebol. Mas caiu e ponto, viva o regulamento e a seriedade, como destacou - aleluia, uma declaração correta enfim! - o presidente Lula.

Teve drama, tem muita tristeza, etc, etc, mas a vida segue e há que pensar, já, imediatamente, no futuro imediato e no futuro a médio e longo prazo. Muitas são as necessidades e deveres de Andrés Sanches e sua diretoria para esse final de 2007 e todo o ano de 2008. Já se falou e escreveu bastante sobre isso e não vou chover no molhado, quero, tão somente, chamar a atenção para um fato que vem passando despercebido e que o Felipe, por exemplo, ignora completamente, como se depreende de suas declarações logo depois do final do jogo, dizendo que tudo tem que ser repensado - a situação dele - pois o clube vai ganhar menos dinheiro e talvez tenha que negociar atletas.

Será, mesmo, que vai ganhar menos ou muito menos?

Em 2008, como sócio e membro do Grupo I do Clube dos 13, o Corinthians receberá 50% da cota a que terão direito os demais membros desse grupo: São Paulo, Palmeiras, Flamengo e Vasco. Nesse ano de 2007, o valor dessa cota foi de R$ 18.637.500,00 líquidos, pagos em 12 parcelas de R$ 1.553.125,00 cada.

Para 2008, em função do crescimento das vendas do PPV, esses valores serão um pouco maiores, o que vale dizer que o Corinthians receberá do Clube dos 13 algo próximo de dez milhões de reais líquidos. Portanto, é verdade que o clube do Parque São Jorge começa o ano com menos dinheiro da televisão referente ao Campeonato Brasileiro, a princípio metade do que receberia se permanecesse na Série A.

Sua cota no Paulista não será afetada pelo rebaixamento.

Agora vem o pulo do gato: é claro, e a própria Globo tem consciência disso, que mesmo rebaixado o time é uma grande atração, sem a menor dúvida, e isso fará com que Andrés Sanches negocie seus direitos de transmissão à parte dos demais clubes que disputarão a Série B, o que, inegavelmente, é justo. Dependendo, portanto, de como se der essa negociação e da expectativa do mercado anunciante para os jogos do Corinthians, não será de espantar se, de repente, ele ganhar o mesmo valor ou até, paradoxalmente, mais dinheiro que seus ex-companheiros de Grupo I na Série A.

Os contratos de patrocínio não serão afetados em seus valores básicos, já negociados. Ao anunciante, ou seja, o patrocinador, o que importa é a exposição de sua marca, que é negativa nesse momento, o que afeta parcialmente o valor da exposição, mas que, tudo indica, será muito grande e positiva no decorrer de 2008. Portanto, por esse lado não há muito a temer relativamente a perdas financeiras. Caso os exemplos de Fluminense, Palmeiras e Botafogo se repitam, e eu creio que isso acontecerá, o time lotará os estádios nos jogos fora de casa e também nos jogos em São Paulo. É provável, em minha opinião, que o clube venha a faturar bem mais em bilheteria do que faturou nesse ano.

Ao mesmo tempo, disputar a Série B implicará em despesas menores no item mais custoso da planilha de custos, os salários. Isso é bom, mas pode ser perigoso. O time que disputará a B não precisará ser tão forte e caro como se fosse disputar a Série A, mas terá que ser bom, competitivo e vencedor, mesmo porque tudo isso que foi escrito até agora é válido para o primeiro ano na B. Um hipotético e trágico segundo ano, aí, sim, reverteria em prejuízos profundos, que afetariam o crescimento do clube pelos próximos anos. Mas o que conta nesse momento é 2008, e, para ele, a perspectiva não me parece sombria, pelo contrário (descontando, é claro, o impacto emocional do rebaixamento, etc, etc).

Portanto, de repente, não mais que de repente, esse rebaixamento tem esse lado, digamos, positivo. Não é o ideal, mas é alguma coisa diante da realidade. O clube poderá ter uma vantagem estratégica nesse ano de reorganização e reestruturação de tudo.

Boa sorte em 2008, Corinthians.

.

Marcadores: , ,

8 Comments:

  • At 8:05 PM, Anonymous Breno said…

    Emerson, terminado o campeonato, posso parabenizar de vez: parabens pelo título.
    .
    Entendi seu raciocínio. Só queria confirmar se o Corinthians realmente vai continuar recebendo as cotas do Clube dos 13. Sinceramente, não faz sentido o Corinthians receber duas vezes pelos direitos de transmissão.
    .
    Acho que o Corinthians não vai receber essa primeira cota que vc citou. Mas vai saber negociar bem os direitos da segundona, aonde é estrela quase exclusiva da companhia.
    .
    Acredito que no fringir dos ovos vai ficar na mesma. Mas o Corinthians tem um desafio sério, mas uma oportunidade de ouro pra se reinventar.
    .
    Um grande abraço, Breno.

     
  • At 8:07 PM, Anonymous curuense said…

    Brilhante a lucidez do comentário a respeito da queda do 2º clube mais querido do país.
    E o mais incrível é que ninguém faz a menor menção a respeito de virada de mesa (coisa rotineira em outros tempos).
    Sinal do avanço dos tempos.
    Parabéns pelo excelente blog.
    Já está entre os meus favoritos.

     
  • At 2:31 AM, Anonymous Fernando said…

    Exatamente. Concordo com tudo que você escreveu!
    E, ainda tem Corinthianos que não aceitam o rebaixamento.
    Mas, o que é engraçado..

    Se o Corinthians não tivesse caido, essas horas a sua torcida estaria comemorando até agora!
    Dizeres como: "Sofrido é mais gostoso!"
    Seriam constantes..

    Mas, nessa história toda, mesmo que o Corinthians permanecesse na Série A, no meu movo de ver, não tem o que comemorar!
    Apesar de eu ser São-paulino, reconheço e respeito as tradições dos demais clubes.
    E, digo sem medo de errar..

    Esse foi o pior Corinthians que eu vi em toda minha vida!
    Não tem o que comemorar.
    Só resta pensar, reorganizar e reestruturar mesmo..

     
  • At 11:13 AM, Blogger Delcides said…

    Emerson, minha dúvida é a mesma do Breno: o SCCP vai receber duas vezes pelos direitos de transmissão ? Cota do C13 *e* negociação à parte ?

     
  • At 11:59 AM, Blogger Emerson said…

    Delcides, reproduzo a resposta que coloquei no JA ontem, para o Breno:

    Quanto à tua dúvida, postei a respeito em 19/10/2007 e transcrevo aqui o ponto que interessa agora:
    .
    "Associados ao C 13 fora da Série A

    O clube associado que cai da Série A, recebe 50% do valor de seu grupo no primeiro ano, 30% no segundo ano, 25% no terceiro e, daí em diante, 20%.

    Bahia

    Recebe 20% sobre o Grupo III – 3.000.000

    Portuguesa, Vitória, Coritiba

    Cada um recebe 25% sobre o Grupo IV – 2.750.000

    Guarani

    Cada um recebe 20% sobre o Grupo IV – 2.200.000"


    Então, sim, o Corinthians receberá seus 50% a que tem direito pelo estatuto, e negociará seus direitos de tv na B, à parte.

     
  • At 2:50 PM, Anonymous Victor said…

    E é possível negociar direitos de transmissão sozinho na Série B? Porque na Série A essa possibilidade aparentemente não existe pela força do Clube dos 13. Fora que alguém, não sei exatamente quem, já tem contrato de transmissão da Série B 2008. A Sportv já transmite Série B e, acredito eu, a Rede TV também. Essas emissoras, principalmente a Rede TV, que é fora do sistema Globo, não já pagaram pelo direito de transmitir todos os jogos? E não pagaram pela exclusividade? Pode chegar agora um novo participante da Série B e simplesmente rasgar este contrato que provavelmente já existe para a transmissão do ano que vem e passar a negociar os direitos sozinhos? Fora que, negociando por fora de um grupo de clubes, faria o Corinthians ainda direito à cota do Clube dos 13?
    .
    Não sei até que ponto a grandeza da torcida corinthiana fará com que a passagem do clube pela Série B possa ser financeiramente tão melhor que a do Botafogo e Palmeiras, que, aparentemente, não ficaram mais ricos quando por lá estiveram...

     
  • At 3:32 PM, Blogger Emerson said…

    Victor, primeiro, veja que eu ponho uma interrogação no título.

    Bom, vamos lá: o Corinthians tem uma força de mídia que Botafogo e Palmeiras juntos não possuem; por isso, sim, é possível que consiga uma boa negociação sobre seus direitos de tv, coisa que Palmeiras e Botafogo não conseguiram.

    Os direitos da B foram adquiridos pela Globo. Por interesses próprios, a Globo repassou à Rede TV os direitos para TV aberta, conservando a TV fechada (Sportv) e o pay-per-view, o Premiére.

    Esse acordo foi feito com a FBA, mas o Corinthians não tem, necessariamente, que aceitar o que foi negociado. Já está claro que não aceitará e dá-se como certo que haverá uma negociação à parte com a Globo.

    Quanto à cota do C 13, ele tem direito a ela, tal como o Bahia teve e recebeu e receberá até voltar à 1a Divisão. O mesmo com o Guarani, Vitória, Coritiba... todos eles fundadores do C 13, fora da 1a Divisão e recebendo cotas até hoje, numa escala que vai de 50% a 20%.

     
  • At 12:58 AM, Anonymous CresceNet said…

    Oi, achei seu blog pelo google está bem interessante gostei desse post. Gostaria de falar sobre o CresceNet. O CresceNet é um provedor de internet discada que remunera seus usuários pelo tempo conectado. Exatamente isso que você leu, estão pagando para você conectar. O provedor paga 20 centavos por hora de conexão discada com ligação local para mais de 2100 cidades do Brasil. O CresceNet tem um acelerador de conexão, que deixa sua conexão até 10 vezes mais rápida. Quem utiliza banda larga pode lucrar também, basta se cadastrar no CresceNet e quando for dormir conectar por discada, é possível pagar a ADSL só com o dinheiro da discada. Nos horários de minuto único o gasto com telefone é mínimo e a remuneração do CresceNet generosa. Se você quiser linkar o Cresce.Net(www.provedorcrescenet.com) no seu blog eu ficaria agradecido, até mais e sucesso. If is possible add the CresceNet(www.provedorcrescenet.com) in your blogroll, I thank. Good bye friend.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home