Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

terça-feira, novembro 20, 2007

Bem-vindo e boa sorte...


... Adriano.

Quem o conhece diz que é bom rapaz, correto, gentil e tudo o mais.

Padeceu e padece do mesmo mal que aflige a algumas dezenas de milhões de brasileiros: pobreza extremada e uma formação deficiente, apesar de ter crescido com sua própria família, o que, no Brasil do final do XX e começo do século XXI pode ser considerado como uma “vantagem competitiva”.

Pois é...

Buenas, problemas menores ou “de menores” à parte, e recomendo que a primeira palavra “menores” seja lida assim também, entre aspas, Adriano se perdeu na Itália. Uma separação traumática da mulher, a morte do pai, o assédio de interessados em seu dinheiro e fama, de todos os sexos, a fuga fácil da tristeza na iluminação feérica das casas noturnas milanesas, devidamente embalada por espumantes e outros álcoois enobrecidos por longos anos de preparo, uma depressão mais que anunciada, e pronto, um grande jogador, no auge e na flor da idade, como diria vovó, vê sua carreira e sua vida mergulharem num buraco negro, fácil de entrar, difícil de sair.

De maneira geral não gosto muito da cobertura que a imprensa vem dando ao caso. Há um limite difícil de ser definido e seguido entre o direito à privacidade e o respeito a problemas pessoais, e a notícia pura e simples. Nesse momento, por exemplo, a partir do momento em que Adriano reconheceu ter um problema e precisar de ajuda para superá-lo, creio que o trabalho da imprensa deve pautar-se por uma forma não escandalosa, mais discreta ou até ausente em parte do tempo. Diferente, por exemplo, da festa à qual compareceram jogadores brasileiros depois do jogo contra o Equador, no Rio de Janeiro.

A partir de agora, mais sossego para o atleta e discrição nas referências feitas a ele.

Ele ficará?

Dizem que ele quer ficar por aqui, pelo menos meia temporada. Eu, particularmente, acredito que seria muito bom para todos os envolvidos, e mais ainda para o futebol brasileiro, que teria uma de suas estrelas de volta, ainda que por pouco tempo. Comenta-se no Morumbi que a possibilidade existe, de fato, mas, por enquanto, não passa disso: uma possibilidade. O São Paulo ficaria muito interessante com Adriano no comando do ataque, sem a menor dúvida. Interessante, também, seria para a Internazionale e para o próprio Adriano, pois apesar da agitação em torno dos jogadores do São Paulo nos últimos tempos, em função da conquista do Bi-campeonato, a badalação é bem menor e o elenco, de maneira geral, é mais maduro e concentrado nas atividades profissionais.

Dia 1º de janeiro Adriano tem reapresentação marcada em Milão.

Espero que seja apenas para cumprir formalidades e volte para São Paulo, além, é claro, de voltar ao futebol em alto nível, no clube e na seleção.


.

Marcadores:

4 Comments:

  • At 4:16 PM, Anonymous Anônimo said…

    Vai ficar bom esse time do São Paulo com o Adriano na frente e o Riquelme no meio!
    Ia ficar muito bom, só falta a diretoria correr atrás.

    E Dagoberto e Miranda e Rogério Air Ceni!
    rs rs rs

     
  • At 8:36 PM, Anonymous GIGI said…

    Emerson, lendo sobre o Adriano, lembrei de uma reportagem que li outro dia sobre o Cristiano Ronaldo.
    Vou trancrever um trecho (juro que é pequeno,rsrsrsr):

    "Mas é óbvio que a morte do meu pai influenciou tudo. De um momento para o outro, via-me a fazer coisas injustas. Às vezes, reconheço, apetecia-me só dizer: ‘Deixem-me da mão um bocado! Não me obriguem a ser bom rapazinho agora!’”, explica. “Nunca estive mesmo a desabar, atenção. Sabia que aquela dor ia passar e que, para isso, o mais importante era continuar o meu trabalho. Mas foi uma fase difícil na minha vida. E, por muita consciência que tivesse de que é preciso saber lidar com as coisas difíceis, nem sempre se consegue. Sobretudo no futebol. É muito complicado jogar futebol quando não se está bem psicologicamente.”
    É do ano passado, mas vale a pena ler toda:
    http://joelneto.blogspot.com/2006/05/reportagem-cristiano-ronaldo-olhos-nos.html.
    Sempre falo que algumas vezes esquecemos o quanto são jovens estes jogadores, e como a vida deles é "acelerada" devido ao futebol.
    Abs

     
  • At 9:36 PM, Blogger Esteban said…

    Una gran felicidad aguarda para los Argentinos que van la ganhar copa del mundo 2014 em brazil.
    Brazucas preparen muy bien la copa de 2014, para nosotros triunfar en sus campos y hacer usted calar boquita con nuestro gran triunfo.
    La verdad acá no sabiemos si brasileños teran tamanã condición de hacer una copa devido la gran violência que es brazil y falta de condición física de sus estruturas que son muy precárias de um país muy pobre y violento. Más si for realizar de verdad Ya estoy juntando plata para ir…ojala les cagemos el mundial a los brazucas, que lo organizan para ganarlo
    Brazucas Imaginense que se cruzan Brasil y Uruguay en esa copa…mamita, lo que va a hacer ese partido….
    Lula prometio que va a dejar de tomar whisky y que con el dinero que se ahorren con esa medida construiran un nuevo estadio; asimismo, partes de las ganancias del mundial seran destinadas para financiar un transplante de lengua para Pele, porque parece que la lengua de Pele esta demasiado gastada de tanto chupa.......
    acá mucho si destaca en periodicos, que en brazil los equipos buscan acá nuestros craques para salvar sus falidos equipos de descencio.
    asin es : vasco, gremio flamingo, internacionale y outros más.
    para nosotros, la gran depediencia de mediocres equipos de brazil por nuestros craques es conhecido acá, más nuestros equipos no queren y no contratan brazucas, no precizamos y no queremos brazucas a jogar acá en nuestros equipos.
    perdón po mi pesimo portuñol y gran sinceridad.
    saludo
    Esteban crustille
    cordoba

     
  • At 10:02 PM, Anonymous Antônio said…

    É o seguinte, os Argentinos estão entusiasmados para participar do Mundial Gay de Futebol
    O Presidente da Associação Internacional Gay e Lésbica de Futebol (IGLFA), Tomas Gomez, diz que visitou o complexo esportivo Parque Sarmiento e garante que 6 campos de futebol estão sendo reformados para o Mundial.
    A capital da Argentina foi escolhida para ser sede por possuir “uma grande comunidade gay”, diz o próprio presidente!

    É, cada um sedia o Mundial que merece!

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home