Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

quinta-feira, dezembro 13, 2007

Finalmente, 5 MILHÕES


Finalmente, a TV paga atingiu a casa dos 5 milhões de assinantes.

Essa marca era prevista para ser atingida no final dos anos 90, o que não ocorreu em função da sucessão de crises econômicas externas que repercutiram fortemente no Brasil, deprimindo a economia e atingindo a classe média (ou o simulacro de classes médias que temos no Brasil).

A base de assinantes vai terminar 2007 com 5.140.000, e a previsão para o final de 2008 é de 6 milhões de assinaturas. Esse número terá reflexo forte sobre o futebol, hoje, sem dúvida, um grande promotor desse crescimento.

Ainda durante 2008, dependendo do retorno publicitário, o Sportv passará a transmitir em HDTV. Num primeiro momento essa passagem para um sinal de qualidade estupenda não irá refletir sobre a base de assinantes, mas à medida que a imagem digital tornar-se mais conhecida, contribuirá, também, para ampliar o número de pessoas com acesso à Tv paga.

Para os clubes, esses números prometem um 2009 com significativo aumento em suas cotas de televisão. Prometem, também, um acirramento na disputa pelos direitos de transmissão entre Globo e Record, lembrando que o atual contrato entre Globo e Clube dos 13 terminará em 31 de dezembro de 2008.

O acesso maior à Tv paga leva a um aumento ainda maior no PPV, o segmento da televisão comercial que mais cresceu nesse corrente ano. Esse crescimento e mais o que se espera para 2008, terá um forte impacto sobre as verbas da televisão para os clubes ainda durante 2008.

Essa é a atual distribuição das verbas da Tv para os clubes, conforme publicado nesse Olhar Crônico Esportivo em 9 de outubro:

Milhões Reais

% s/ total

Sinal aberto

180

58

Sinal fechado

40

13

PPV

90

29

Com base em algumas declarações de executivos da área e considerando o interesse despertado pelo Campeonato Brasileiro de 2007, esse Blog não duvida nem um pouco que o valor de 90 milhões de reais pago pelo PPV dê um saudável pulo para algo entre 115 e 120 milhões de reais, pelo menos. Dessa forma, o valor total pago pela televisão pelos direitos do Brasileiro passaria de 310 para 340 milhões de reais.

Um novo pulo em 2009 para um valor total próximo dos 500 milhões de reais passa a ser plenamente factível. Uma disputa acirrada com a Record poderia elevar esse valor a inacreditáveis, hoje, 600 milhões de reais.

Ainda considero difícil, mas não impossível.

Um fator interessante a ser levado em consideração nessa evolução de valores é o novo contrato de patrocínio da Reebok com o São Paulo. O que isso tem a ver?

Muito, sem dúvida. Empresas como Nike e Reebok (leia-se Adidas) são, basicamente e acima de tudo, empresas de marketing. Elas são o que são, atingiram o tamanho e poderio que ostentam graças tão somente ao marketing inteligente e ousado praticado 24 horas por dia em todas suas unidades. Ao antecipar a renovação em um ano e dobrar o valor do patrocínio pago ao São Paulo, a Reebok sinalizou fortemente para o mercado a importância e o crescimento que seu caixa registrou vindo dos torcedores do futebol. Os grandes players do mercado registraram esses números e estão levando-os em consideração. Portanto, 600 milhões em 2009 não é uma utopia, passou a ser uma possibilidade.

Preparem-se para um acirramento nas disputas internas do Clube dos 13, com a possível saída, na prática, de São Paulo e Flamengo.

A grande incógnita é o Corinthians: vai manter-se “independente”?

Vai continuar dentro da área de influência e comando de Fábio Koff?

Ou vai aliar-se a Flamengo, objetivo já pretendido, e ao seu maior rival, o São Paulo?

Nessa questão esse blog não se atreve a fazer previsões. Andrés Sanches parece mover-se, em alguns casos, movido unicamente pela paixão e não pela razão.

.

Marcadores: , , ,

2 Comments:

  • At 1:47 PM, Anonymous Eduardo Bones said…

    Mais um otimo texto inserido(escrito).
    Parabéns o nivel do seu blog está sempre acima dos outros.

    Abraços

     
  • At 4:31 PM, Anonymous Anônimo said…

    Excelente texto. Bom ter um cara como você para me manter informado! Mas para o futebol realmente se beneficiar desse aumento de verba, precisamos de uma nova leva de dirigentes. O futebol assim como a nossa politica precisa de novos players. Não adianta o dinheiro ser disponibilizado, para ser mal aplicado. Um abraço,

    João Luiz

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home