Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

quarta-feira, maio 16, 2007

Ainda e até quando?


Um pouco mais de soccer, séries de tv e Copa Nissan Sudamericana.

Ao escrever um roteiro para uma obra de ficção, seja um longa, uma novela ou um seriado, o roteirista não deixa de representar a sociedade, principalmente se a obra tem como palco o tempo presente. Nas novelas e séries a presença da realidade é mais marcante ainda. Vemos isso cada vez com mais desenvoltura nas novelas da Globo.

Nas séries americanas não é diferente. O impacto e as transformações trazidas pelos assassinatos do ataque de onze de setembro de 2001 são visíveis e até explicitados em inúmeras séries, principalmente as policiais e dramáticas, claro. Os roteiristas de Hollywood e da Costa Leste, no eixo Nova York/Boston, retratam a sociedade em que vivem no tempo em que vivem. E esse retrato, hoje, mostra a presença cada vez maior do soccer, em detrimento do basquete, do football, do baseball e do hóquei.

Isso se dá, ainda, de forma bem distinta. Essa presença maior é forte nos grandes centros urbanos, e mais presente nas Costas Leste e Oeste. O meio-oeste ainda é território dos esportes tradicionais. Essa distribuição casa, também, com a maior concentração de imigrantes hispânicos nas regiões costeiras, em detrimento das centrais. Mesmo nessas, porém, o soccer já é esporte de peso.

Uma das cenas mais significativas dos últimos tempos eu vi em “Heroes”, outro seriado que lidera as audiências. Nele, um garoto hindu sai correndo atrás de uma bola de futebol, que é pega e devolvida por um dos protagonistas. A ação foi filmada na Índia. No episodio de ontem de “Two and a half men”, série cômica que é um dos coqueluches dos últimos anos, o garoto Jake discute com o pai porque este quer ver basquete e o garoto quer ver soccer. Porque é o esporte que mais cresce e porque a menina por quem está caído joga. E ele, naturalmente, precisa inteirar-se e entender esse esporte pra não fazer feio diante da garota. Vale dizer que Jake e sua família são americanos “puros”, assim como a namoradinha.

Os exemplos se sucedem, episódio a episódio, passando por E.R. e outras séries médicas, séries policiais e outras.

Curiosamente, ao mesmo tempo as cenas e menções ao basquete, baseball e futebol americano praticamente sumiram, principalmente quando o público focado é o adolescente ou quando esse universo é retratado.

Curioso? Mais que isso, é sintomático.

E é dentro desse contexto que enxergo a presença forte da Fox Sports no futebol sul-americano, comprando parte dos direitos de tv da Libertadores e comprando a Copa Sudamericana, que, em seguida, negocia com outras redes (ou deixa isso a cargo da Conmebol, dentro de certas regras, ainda não sei ao certo). A Fox chegou como curiosidade, entre nós ainda é vista dessa forma, mas sua audiência é crescente em toda a América Latina, justamente a partir do futebol.

Ontem, em outra prova da consolidação dessa presença, a Fox e a Nissan Hispanic, sediada nos Estados Unidos, assinaram novo acordo de patrocínio, que garante à Nissan mais três anos como patrocinadora da Copa Nissan Sudamericana, com direito a nome e tudo o mais. Com isso, a Nissan completará em 2009 seu sétimo ano consecutivo de patrocínio desse evento, sinal que o retorno foi e é bom, e deverá ser maior ainda do que já é. E para a Nissan e suas agências de propaganda e marketing, essa mensuração de resultados não é difícil, pois esse patrocínio já vem desde a edição de 2003 da Copa Sul-Americana. Isso explica a presença da Toyota na Libertadores e no Mundial, e a dificuldade que o Santander vem encontrando para assumir esse patrocínio.

O soccer e o nosso futebol estão se aproximando. Se tivéssemos um calendário adaptado ao europeu e, por conseqüência, ao americano, nossos times estariam muito mais presentes nos Estados Unidos, que é, ao lado da China, o próximo grande mercado para o futebol. E estamos fora dos dois.

Ainda. E por quanto tempo mais?

Os roteiristas estão nos mostrando os caminhos, só falta aproveitar as dicas.


.

Marcadores:

3 Comments:

  • At 11:19 AM, Anonymous Anônimo said…

    Comentário postado no blog Jogo Aberto, pelo Gabriel-Poa, no momento morando na Filadélfia.

    "112. Emerson,
    -
    quanto ao Soccer, no pouco tempo que estou aqui, deu para perceber que o esporte e igonarado na grande midia, porem e impressionante o que galera joga.
    -
    Os campos estao sempre cheios e e mais comum ver as pessoas jogando soccer do que os outros esportes.
    -
    Nas lojas especializadas, sempre ha um espaco generoso para produtos relacionados ao Soccer, sempre, claro, com a onipresenca de Ronaldinho e Beckham.
    -
    Quanto aos clubes, os Ingleses simplesmente massacram os demais.
    -
    Apos conversar com algumas pessoas, infelizmente, constatei que eles nao conhecem nada, mas nada mesmo sobre o futebol de clubes do Brasil.
    -
    Ja da Champions e da Premier League...
    -
    A proposito na proxima semana, na final da Champions, os Bares cobrarao para assistir o jogo, alguns cobrarao U$ 5.00 outros U$ 10.00.


    Gabriel _ PoA | 16/05/07 11:07:35"

    Postado por Emerson

     
  • At 7:55 PM, Blogger Iara Alencar said…

    OI Emersom

    Voce quer falar exatamente de que?
    da realidade versus dramaturgia?

    de futebol??
    de series de tv??

    de televisao?

     
  • At 1:43 PM, Blogger Iara Alencar said…

    mas sccer e futebol noa sao as mesmas coisas??

    abraços bom final de semana

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home