Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

quarta-feira, maio 02, 2007

Uh uh uh, me perdoa Gabiru...


Foi com esse grito cantado por milhares de vozes que a torcida do Internacional recebeu de volta seus jogadores, depois da conquista do título mundial de clubes no já muito distante dezembro de 2006.

Distante? Como assim? Dezembro parece que acabou ontem!

Pois é, talvez na vida normal dezembro só tenha acabado “ontem”, mas na vida boleira ele se foi há muito, é algo já perdido nas brumas do passado, enterrado em alguma gaveta do arquivo morto. Pois, no futebol, o dia de ontem ainda tem algum peso, embora não muito. Só conta, mesmo, o dia de hoje e o de amanhã.

Esse, por sinal, é o máximo de futuro que muitos se permitem nesse mundo, principalmente os dirigentes do tipo “cartola”, ainda em esmagadora maioria nos clubes.

Na verdade, o passado boleiro tem dois sinais, como aqueles números na matemática: um, é o passado com coisas boas que, realmente, se esvanece tão logo se põe o sol do dia em que algo bom aconteceu. Outro, muito diferente, é o passado com coisas ruins. Essas, reais ou imaginárias, permanecem, têm a força da constância, ficam gravadas de forma indelével nos corações e mentes de todos que gostam desse nobre e rude esporte bretão que consagrou Gabiru.

Pois é... Se em dezembro ele era ovacionado e recebia público e emocionado pedido de desculpas, esse 1º de maio traz a notícia de sua saída do Internacional. Bom, pra que dourar a pílula? Gabiru não saiu, foi escorraçado. Apenas 133 dias depois de ter se consagrado, de ter entrado para todo o sempre na história do Internacional, depois de ter marcado o gol, sem dúvida, mais importante da história desse clube, o gol que deu ao Inter o título de Campeão Mundial de Clubes.

Mesmo assim Gabiru se foi.

Espero que seja feliz. Ele merece.

P.s.: vocês devem ter reparado que nem me detive a falar das qualidades do jogador; sinceramente, não é relevante agora falar ou não delas.


.

Marcadores:

9 Comments:

  • At 9:07 AM, Blogger Iara Alencar said…

    Oi emerson, bom dia,
    gabiru? Já se foi?
    Tadinho......
    faz parte é assim mesmo...ai ele arrasa em outro lugar e depois o torcedor vai chamá-lo de mercenário.

     
  • At 11:12 AM, Blogger Glauco said…

    Isso infelizmente não é incomum no futebol. Há pouco tempo aconteceu o mesmo com Giovanni, chamado em 1995 de "Messias" pela torcida santista e que acabou escorraçado por Vanderlei Luxemburgo, com a complacência da diretoria. Depois ainda dizem que são os jogadores que não têm compromisso com os times...

     
  • At 12:34 PM, Anonymous Bernardo RS said…

    Grande Emerson.
    .
    Adriano Gabiru se tornou uma das tantas lendas que existem no futebol Brasileiro.
    .
    Sua trajetória no Internacional sempre foi de um rendimento extremamente irregular. Ha alguns meses o Inter havia consultado novamente o CAP a respeito do jogador, e o que eles afirmaram foi: “Olha, no Atlético ele era craque!”.
    .
    Foi o que muitos radialistas Paranaenses dizem a seu respeito também. Já em Porto Alegre seu rendimento caiu bastante e por isso foi mandado embora. Quem comanda este trabalho é o atual vice-presidente de futebol – Giovanni Luigi, e pelo visto ele tem sido bastante radical.
    .
    Acredito que ele seja um jogador de perfil psicológico bastante emocional, e neste caso, joga bem sob o comando de treinadores que tenham uma larga visão de pessoas.
    .
    Felipão foi um treinador que no Palmeiras passou a trabalhar o psicológico de cada jogador. Exemplo o Junior (atualmente SP) - que tem um perfil bastante sensível a criticas. Ele passou a ser chamado de Juninho pelo treinador e para cada critica havia uma maneira especial de dirigi-la.
    .
    Realmente é muito difícil analisar a situação de Adriano Gabiru, mas talvez ele merecia uma outra chance para essa temporada – já que o clube gosta tanto de trabalhar a assistência social à jogadores.
    .
    Espero também que Gabiru seja bastante feliz e tenha sucesso no seu próximo clube.
    .
    Fica o meu novo canto: Uh Uh Uh, obrigado Gabiru!!! Uh Uh Uh, sucesso Gabiru!!!

     
  • At 1:12 PM, Blogger Emerson said…

    Pois é, Iara, alguns torcedores com certeza falarão mal do Gabiru futuramente.

    E o Glauco lembrou muito bem do Giovanni e sua saída do Santos. Nem vou falar da saída do Kaká, que foi diferente, mas com alguns pontos de semelhança.

    Bernardo, acho que tua análise do Gabiru - e isso lá é nome que se aceite? eu não aceitaria, pois, por aqui, gabiru é capiau, bocó, coisas do gênero... - é correta.
    Provavelmente, a direção está correta ao mandá-lo embora, mas, sei lá, o cara marcou "aquele" gol, né? Então, creio eu, seria o caso de dar-lhe nova chance sob nova direção. Mesmo que a nova direção tenha torcido o nariz.

    Enfim, as coisas são como são e lá se vai Gabiru em busca de novas oportunidades.

     
  • At 1:15 PM, Blogger Emerson said…

    E sobre os compromissos...

    Sou a favor da total liberdade para as partes envolvidas.

    Quer sair? Paga a multa.

    Quer demitir? Pague a multa e os direitos.

    Em algum dia futuro tudo isso será parte do passado e absolutamente normal.

     
  • At 2:29 PM, Anonymous Bernardo said…

    Pois é Emerson, quanto ao apelido Gabiru não sei como e onde ele se deu, mas não lembro dele ser chamado desta forma no CAP.

    é um nome feio mesmo e eu não acho isso nada bom para quem precisa de alto estima como ele.

    Quem sabe seu proximo clube não pense a respeito e possa abolir este nome? Seria uma atitude muito inteligente do clube.

    E então ele voltaria a jogar bem como fazia no Atlético Paranaense.

    Abraços!!!

     
  • At 9:26 PM, Anonymous GIGI said…

    Oi Émerson, sou suspeita para analisar certas decisões pois sou um pouco sentimental.
    Me incomodou o que fizeram com o Dunga em sua última passagem pelo Inter, o que diziam do Claiton, o que faziam com Kaká, com Obina, o que a imprensa faz agora com o Aloisio (ou Aluisio?). Acho que as pessoas são muito cruéis. Por tudo isto,não critico mais jogadores ou técnicos quando tomam decisões pensando apenas em si, pois esperar gratidão de torcida ou reconhecimento de imprensa, é utopia.

     
  • At 10:05 AM, Blogger Iara Alencar said…

    oi emerson
    mengo perdeu...

     
  • At 10:08 AM, Blogger Iara Alencar said…

    oi seu emersom
    precisa atualizar ..mais o olhar cronico..

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home