Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

segunda-feira, outubro 06, 2008

O Prêmio Fair Play




O Brasileiro de 2008 será o campeonato do fair play, do comportamento ético dentro e fora dos gramados. Por isso, o Clube dos 13 vai premiar a equipe mais bem disciplinada da competição. Tenho certeza de que essa edição será a melhor de todos os tempos.


Trecho da palestra do presidente do Clube dos Treze, Fábio Koff, no seminário que antecedeu a abertura do Campeonato Brasileiro de 2008, realizado em São Paulo.


A existência desse prêmio tem passado despercebida da mídia e, por extensão, dos torcedores.


Ao final do campeonato, a equipe mais disciplinada, como destacou Koff, receberá um prêmio em dinheiro, cujo valor será definido juntamente com os prêmios pagos do 1º ao 16º colocado a partir dos últimos números de vendas dos pacotes pay-per-view.


Como estão as equipes nesse quesito?


Vejamos os números do site Globo Esporte:



Menos faltosas

  • 451 faltas cometidas Flamengo
  • 455 faltas cometidas Vitória
  • 477 faltas cometidas Fluminense



Menos cartões vermelhos

  • 1 cartões vermelhos Santos
  • 2 cartões vermelhos Sport
  • 3 cartões vermelhos Flamengo



Menos cartões amarelos

  • 62 cartões amarelos Atlético - MG
  • 66 cartões amarelos Ipatinga
  • 67 cartões amarelos São Paulo



Não há informação sobre os critérios que serão usados para definir a “equipe mais bem disciplinada da competição”, por isso listei as equipes menos faltosas e com menor número de cartões vermelhos e amarelos.

Pelo andar da carruagem hoje, dificilmente o Prêmio Fair Play deixará de ficar com uma dessas que estão listadas.


Há, também, as equipes que, também pelo andar da carruagem, não têm a mínima chance de ganhar esse prêmio do Clube dos 13:


Mais faltosas

  • 687 faltas cometidas Grêmio
  • 639 faltas cometidas Goiás
  • 608 faltas cometidas Sport



O site UOL Esporte aponta, igualmente, as mesmas três do Globo Esporte, trazendo, ainda, o Palmeiras, usando o critério de número médio de faltas cometidas por jogo:


1º Grêmio 24,2

2º Goiás 22,8

3º Sport 22,0

4º Palmeiras 21,3





Menos faltas, mais jogo




Em relação com esses números, a Folha de S.Paulo de hoje traz uma matéria muito interessante, que transcrevo em parte:



O futebol brasileiro não é mais o mesmo. Pelo menos em uma de suas mais tradicionais e controversas faces.

Com sangue novo na arbitragem, mas também com a ajuda de veteranos, o Campeonato Brasileiro não é mais o festival de faltas que já o caracterizou.


A edição deste ano registra o menor número de faltas desde que o Datafolha passou a tabular essa estatística, há exatos 20 anos. Depois de 28 rodadas, a média está em 39,2 faltas.


É a primeira vez que o índice fica abaixo de 40. Em 1990, foram 58 faltas por jogo, recorde.


A marca atual aproxima bastante o jogo brasileiro do praticado nas principais ligas da Europa. No Campeonato Italiano passado, por exemplo, foram 36 faltas por partida. No atual Espanhol, são 34.


E é o modelo europeu de deixar o jogo correr mais, e não marcar falta em qualquer encontrão -uma marca brasileira-, que ajuda e explicar essa queda brusca no Nacional.


Primeiro, por uma mudança de estilo dos próprios árbitros. "Os juízes estão mais atentos no vício do jogador brasileiro de se atirar", diz Jorge Paulo de Oliveira Gomes, presidente da Anaf (Associação Nacional dos Árbitros de Futebol) e também instrutor da Fifa.


Ele diz que realmente existe uma tendência de os árbitros diminuírem o número de faltas marcadas a cada jogo.
Gomes ainda aponta uma mudança de comportamento dos atletas que também ajuda na diminuição de infrações. E isso novamente passa pelo que acontece na Europa.


"Os jogadores querem ir jogar em clubes europeus. E eles não querem ser taxados de atletas que se jogam toda hora. Isso é mal visto na Europa", afirma o chefe da Anaf.



Diante desse quadro, impressiona o número de faltas cometidas pelo Grêmio.


Este blogueiro fez uma projeção simples e chegou ao seguinte resultado:


No próximo jogo do Grêmio, contra o Santos, no Olímpico, lá pela altura dos 40′ do 1º tempo ou por volta dos 4′ do 2º tempo, o Grêmio fará sua 13ª falta no jogo e a 700ª falta no Campeonato Brasileiro de 2008.


No decorrer de quase 2.700 minutos de jogo, o time terá mantido a impressionante média de uma falta a cada três minutos e meio ou pouco mais que isso.


Um número de impressionar no momento atual.


Se a equipe mantiver essa média, terminará o campeonato com 932 faltas, não muito distante da marca de 1.000 faltas no campeonato.


Realmente, o Grêmio pode ser campeão brasileiro, mas o Prêmio Fair Play vai permanecer longe de sua sala de troféus.



.

Marcadores: , , ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home