Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

sábado, maio 24, 2008

Sabatinas de (quase) final de maio


A vida segue no São Paulo

Tinha previsto ir assistir ao treino do São Paulo hoje, no CT, mas não foi possível.

Uma pena, pois, como fiquei sabendo, o clima estava excelente em todos os sentidos, tanto o meteorológico como no campo. A equipe treinou bem, com disposição, e isso é, no momento, o mais importante.

O jogo do São Paulo amanhã será duro, o Coritiba está muito bem armado pelo Dorival, que conhece muito bem o São Paulo e, principalmente, Muricy, de quem foi assistente. Mesmo com dois desfalques na equipe, Dorival disse que não vai jogar atrás, apenas esperando pelo São Paulo, mas vai para o ataque, com um atacante entrando no lugar do terceiro-zagueiro, cabendo a um dos volantes uma função mais defensiva, às vezes como um terceiro-zagueiro – como, aliás, faz Muricy com Zé Luiz ou Richarlyson (em 2007) em muitos jogos.

Foi mesmo uma pena não ter ido ao CT, pois o João Paulo e o Marco Aurélio estavam por lá, ambos de bom humor. Ninguém, naturalmente, falou nada, ninguém soltou nenhuma “bomba”, apenas confirmaram o que já se sabe: o clube procura reforços, dificilmente no Brasil. Os mais prováveis estão na Europa, mas ainda é cedo para falar alguma coisa.

O lance curioso de hoje foi a presença da família Bonner assistindo ao treino: William, Fátima e os três filhos, todos uniformizados, exceto a Fátima. Pediram as assinaturas de alguns jogadores em suas camisas, mas em troca o casal teve que assinar as camisas dos jogadores.



Edmilson solta o verbo – de novo

Em sua despedida do Barça (terminou seu contrato e está indo para o Villareal), Edmilson, em excelente entrevista ao repórter Jamil Chade, correspondente do “O Estado de S.Paulo” na Europa, reafirmou, na prática, o que já dissera há alguns meses e foi motivo de severas críticas a ele, dentro e fora do elenco, sobre a falta de comprometimento da equipe e o excesso de festas.

Um dos dados mais impressionantes sobre esse time, ora em processo de desmanche, é o número de divórcios dentro do elenco: nada menos que 8 em menos de dois anos.

A seguir, a transcrição de parte da matéria:


''Ronaldinho tem de mudar a atitude''

Edmilson deixou ontem o Barcelona, mas não saiu do clube sem dar um alerta: Ronaldinho Gaúcho precisa mudar de vida para voltar a jogar. Na cidade há consenso de que o problema do astro brasileiro não é uma lesão renitente, mas seu comportamento fora de campo. As declarações do volante, que se transferiu para o Villarreal, são diretas. "Tentei falar com ele várias vezes a respeito", confirmou. "Mas a realidade é que não adianta querermos que mude, se ele não quiser. E ele não quer", afirmou, ontem, Edmilson em entrevista coletiva que marcou sua despedida do clube. "Tudo depende dele para que saia disso. Vive o momento mais difícil de sua carreira, mas precisa saber se recuperar."

Edmilson, que se projetou no São Paulo, provocou polêmica recentemente ao chamar alguns colegas do Barça de "ovelhas negras". Ontem, chorou ao lembrar do episódio, mas confirmou sua opinião em relação aos craques do time. "Há estrelas que acham que não precisam sofrer em campo. A vida não é assim", disse o volante ao Estado.

Em Barcelona, as noitadas de Ronaldinho Gaúcho se transformaram em lendas urbanas. O fato, segundo um jogador do clube, é que Ronaldinho saiu de controle. E levou junto "metade" do time. Em apenas dois anos, oito jogadores do Barça se divorciaram. "Essa cidade é uma perdição", afirmou esse atleta, que preferiu manter o nome em sigilo. "Ronaldinho ainda pode dar muito e é um patrimônio do Barcelona", reforça Edmilson. "O importante é que precisa mudar. Todos sabemos que, para voltar a fazer no campo o mesmo de antes, precisa mudar sua forma de ser."

A íntegra dessa matéria está aqui.

Muitos acreditam que, indo para o Milan, Ronaldinho tomará jeito na vida.

Pode ser.

Pode ser que sim.

Pode ser que não.

Agora, só vendo para acreditar.



Massa é o cara!

Brilhante, simplesmente!

Além de não ter ido ao treino do São Paulo, perdi o treino da Formula 1, em Mônaco.

E perdi – ó céus, ó vida, ó azar... como dizia Hardy, a hiena – a fantástica volta final de Felipe, no fechamento do treino, até então dominado por Raikkonen, seguido por Hamilton.

Bruno Senna venceu a prova da GP2 ontem, para alegria dos fãs de seu tio – esse blogueiro entre eles. De Ayrton, Bruno, pelo que pude acompanhar, só tem o sobrenome e a paixão pela velocidade, mas não deixa de ser legal ver um Senna vencendo em Mônaco,novamente.

A manhã desse domingão promete.

Uma vitória de Felipe irá, simplesmente, botar fogo no campeonato.



CBF leva...

... mas, como de hábito, não paga.

Adriano tinha sido convocado para os dois jogos pela Eliminatória, ficando fora dos caça-níqueis dos Estados Unidos – ops, desculpem, dos amistosos que serão disputados em território americano contra não sei quem e contra sei lá quem.

Com a desclassificação do São Paulo na Libertadores, Dunga, o treinador de Ricardo Teixeira, convocou-o, também, para os caça-dólares.

Tudo muito bonito, mas na prática significa que ele ficará quase um mês indisponível para o São Paulo, clube que o mantém sob contrato até 10 de julho, e que terá de pagar seu salário integralmente.

A dívida da CBF com o clube, com essa convocação, deverá aproximar-se muito do valor de cinco milhões de reais. “De bem” com a CBF visando a 2014, a direção do São Paulo parou de cobrar por essa dívida.



Não esqueçam o mercúrio-cromo

O jogo do São Paulo contra o Coritiba será aquele típico para “curar ferida” – ou deixá-la “arruinada”.

Não menos típico será Flamengo x Internacional, ambos igualmente cheios de feridas para serem curadas.

O empate será um bálsamo bem-vindo, pensando em gregos e troianos ao mesmo tempo, digo, rubro-negros e colorados.

Vai faltar mercúrio ou mertiolate ou qualquer coisa parecida.

Com tanto vermelho nos três uniformes, as pinceladas de mercúrio ou iodo passarão despercebidas.


.

Marcadores: , , ,

5 Comments:

  • At 10:01 PM, Blogger Ivan said…

    O SÃO PAULO QUERIA IR PRA TÓKIO MAS FOI DEPORTADO EM WASHINGTON...
    AHAHAHAHAHAH YRUUUUUU...

     
  • At 1:30 PM, Anonymous tina said…

    A verdade é que TODOS os outros times correm atrás de tudo que já conquistamos...

    mas vai demorar e muito para que nos alcancem!!!

    e um caminho de conquistas é mais valorizado com algumas pedrinhas no caminho...

    vivenciar os 5 3 3 é privilégio para poucos!

     
  • At 1:53 AM, Blogger Ivan said…

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

     
  • At 10:46 AM, Blogger RODRIGO MOLINA said…

    Fala Emerson!!!!
    Tudo bem? + ou -, né? hehehe
    Semana passada, fiz um elogio ao Muricy lá no JA e seus companheiros são paulinos não gostaram nada nada.

    Falei que, na minha modesta opinião, o bom treinador para qualquer time, deve reunir o somatório de competência com identificação com o clube. E se existe um treinador muito competente e com identificação com o SPFC, este treinador se chama Muricy Ramalho

    Ihhh...falaram que identificação com o clube não é critério para a escolha do treinador, que os clubes devem ser geridos de forma profissional...Acho que não entenderam nada do que eu quis dizer.

    É óbvio que a competência é o critério de escolha preponderante. Mas identificação não atrapalha em nada. Só ajuda. Principalmente com relação às pressões da torcida num início de trabalho e nos momentos de crise.

    Por exemplo: Imagine o Muricy treinando o Corinthians num momento de turbulência. Ou o Abelão treinando um Grêmio em crise...Ou o Antônio Lopes sendo o treinador do Flamengo no momento atual...Aí você verá que a identificação do treinador com o clube não é um fator tão desprezível assim.

    Abraço,
    Rod

     
  • At 1:49 PM, Blogger ¥¥ Lan® ¥¥ said…

    Seu blog é otimo..

    Adorei..mta informaçao de vários assuntos..

    Curti mesmo ..voltarei mais vezes..rs

    bjos

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home