Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

sábado, abril 19, 2008

Guerra dos Estádios – XII

Continuamos a bailar nossa dança do tempo – ou seria da chuva? – agora mais ligeiro, o ritmo mais acelerado, o volume mais alto, adrenalina entrando no sangue e...

Entusiasmei-me. Acho que isso só acontece naqueles concursos de dança que Hollywood e o Japão adoram transformar em filmes para a agonia de quem vai para a frente da telona para ver Indiana Jones e o Bruce Willis no papel de... Bruce Willis.

Por aqui, nossa dança não tem tanta adrenalina, até porque meteorologia e adrenalina só combinam na Florida e Caribe e no leste asiático, à espera de tufões e furacões, na ordem inversa das regiões. Caso você não saiba, furacão é exclusividade nossa, americana ou atlântica, como queira,enquanto os tufões são marca registrada do Pacífico e das distantes terras asiáticas e oceânicas. Por sinal, pensar nisso deixa-me sempre meio acabrunhado por esses dias que antecedem a partida de minha filha e meu genro que para lá vão em busca das ondas do Pacífico.

De volta, porém, à modesta frente fria que adentrou território paulista e deixando o sábado gostoso, mas comprometendo em parte o churrasco à beira da piscina de logo mais em Sorocaba, na casa de velho amigo que há muito não vejo.




A previsão de hoje, como podemos ver, repete a de ontem, confirmando o alto percentual de acerto de 2 dias de antecedência. A previsão de véspera pode ser tomada como próxima de 100% ou mesmo 100%, o que nos deixa com os 12 mm previstos para esse sábado e com 41 mm previstos para amanhã. Como disse, é um bocado de água, principalmente para um gramado que já vem apresentando problemas.

Hoje, finalmente, o assunto ganha algum destaque na grande imprensa, e o Estadão dedica a ele uma matéria – “Gramado do Palestra ainda preocupa atletas” – entretanto, para variar, dando pouca atenção à previsão de chuvas para amanhã.
Na seqüência, um trecho da mesma, que pode ser lida na íntegra clicando aqui:

“Nos quatro jogos realizados no Palestra, não faltaram reclamações dos palmeirenses. Três shows foram realizados no estádio durante esse período, o que prejudicou ainda mais o gramado - sem contar a chuva que castigou a cidade e que, se cair nesse fim de semana, atrapalhará mais o espetáculo.
"Parecia que a gente tinha saído da guerra, todos ralados. Tinha muita terra no campo", disse Marcos.”

Sobre a chuva, o jornal diz “se cair nesse fim de semana”, mas como já sabem os leitores desse Olhar Crônico Esportivo, ela vai cair e não será pouca. Como a chuva é caprichosa e cai muito aqui e pouco ali, só saberemos de seu real efeito na hora do jogo. Todavia, e isso é mera crença de quem sempre espera por ela e quer mais dela, para sempre ter pasto em abundância para as vaquinhas, a danada é mesmo caprichosa, e quanto mais eu a quero sobre o Sítio das Macaúbas, mais ela teima em cair no vizinho. Agora, o são-paulino a quer sobre o Palestra, e os palestrinos querem-na bem distante do Palestra.

Como já vimos, algures lá no alto Pedro levou a melhor e fará chover sobre São Paulo. Resta ver, agora, quem levará a melhor entre Gennaro e Paulo e a disputa sobre onde ela deverá cair mais.

Amanhã, o último, ou talvez penúltimo capítulo dessa já longa série, que começou cansativa e está terminando molhada.


.

Marcadores: , ,

3 Comments:

  • At 12:24 PM, Anonymous eduardo gomes said…

    O Emerson está doidinho para que caia o mundo amanha.
    ...
    hauahuahuahuahu

     
  • At 1:37 PM, Anonymous Anônimo said…

    !!!! Los intereses personais hablan más alto .
    El chapolin Romario es una persona muy interesante y bien esperta.
    Perguntita:
    ?cuál la razión que Romario no hablou antes(creditando para señor Ricardo Teixeira el triunfo del copa 94) y que fue señor Ricardo Teixeira que mandou chamar su persona para selección brasileña.
    la verdad es muy sinples, si hoy Romario habla y credita que fue señor Ricardo Teixeira que o chamou para copa del mundo de 94, es porque chapolin tien gran interese en hacer parte de CBF.
    Si hoy el chapolin quer destacar y crediotar para señor Ricardo Teixeira como la maior razión de su triunfo en copa del mundo 94, es porque Chapolin es muy esperto y intereceiro.
    Chapolin usted es muy esperto, más nosotros no somos asin iguinorantes como usted acredita que es.
    saludo
    esteban crustille
    cordoba

     
  • At 11:47 PM, Blogger Victor said…

    Matchday em balanços? Põe otimismo nisso...
    .
    O Botafogo tem 3 planos diferentes para sócios, planos estes que custam pouco ( creio que o mais caro custa 35,00 ou algo assim) e que dão direito à entrada em todos os jogos regulares. Até agora não decolaram. As razões são diversas. Novamente, na Belíndia, para muitos assumir uma dívida mensal de 25 ou 35 reais é preocupante. Outro fator é o amadorismo da administração: vc se cadastra como sócio-torcedor, mas seu cartão atrasa a chegar, vem com defeito, qnd há uma final, que seu plano não cobre, vc não tem sequer um privilégio na aquisição de ingressos... enfim, por diversos fatores os planos de sócio-torcedores ainda não decolaram. Mas são, inegavelmente, um bom caminho para trazerem uma receita constante e previsível para os clubes e baratear a entrada do torcedor assíduo.

    Antigamente eu lia seu blog com mais freqüência, mas o tempo anda curto. Então acabo gastando o pouco tempo que tenho apenas me informando sobre o Botafogo e também continuando minha campanha unilateral no blog do Lédio que tem como objetivo convencer a todos que o Cuca é um treinador sobrevalorizado. :o)

    Saludos.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home