Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

terça-feira, abril 15, 2008

57,06% - O gosto pelos pontos corridos

A revista Veja dessa semana publicou uma nota interessante na coluna Radar sobre o gosto do brasileiro por futebol. Segundo a revista, cariocas e soteropolitanos são os maiores torcedores de poltrona do Brasil: cada um assiste em média 2,4 jogos por semana, pela TV. Em terceiro lugar está o paulistano, cuja média é de 2,1 jogos por semana. Em último lugar na pesquisa, entre as regiões metropolitanas pesquisadas, está o morador de Florianópolis: apenas 1,4 jogo por semana.

Veja aponta, ainda, outro dado interessante em três capitais: 69% dos belorizontinos, 60% dos paulistanos e somente 47% dos cariocas apontam o Campeonato Brasileiro como sua competição preferida.

Em sua edição de hoje, o diário Lance traz a informação, por sinal muito interessante, que 47,1% dos compradores de jogos pelo pay-per-view também comparecem aos estádios, derrubando o mito que esse público não iria assistir ao vivo os jogos de seus times preferidos.

Informações muito interessantes, sem dúvida, e justamente por isso o Olhar Crônico Esportivo foi atrás de mais informações junto ao Clube dos 13. Para não dizer que deu com o nariz na porta, esse blog traz em primeira mão para seus leitores uma informação ainda mais interessante: os torneios preferidos dos brasileiros.

Vamos a eles:

1º - Campeonato Brasileiro____ 57,06%

2º - Copa do Brasil___________ 13,80%

3º - Copa Libertadores________ 13,44%

4º - Estaduais/Regionais_______ 8,15%

5º - Não souberam responder___ 7,55%

Eis aí um dado realmente interessante e que comprova o gosto do brasileiro pelos pontos corridos: 57,06% dos torcedores brasileiros afirmam gostar mais do Campeonato Brasileiro que de todos os demais torneios juntos, todos eles com diferentes fórmulas “mata-mata”.

Um número de peso, pois, afinal, já estamos na sexta edição seguida do Campeonato dentro dessa fórmula. Os cinco anos anteriores já foram mais que suficientes para tornar a competição conhecida e ao gosto do público, contrariando as afirmações de muita gente em sentido contrário. Cabe destacar, também, como esse blog já disse, o grande aumento na venda de pacotes pay-per-view, cujo carro-chefe é o Brasileiro e o fato da audiência da TV não ter caído, na verdade. Sua estabilidade, por outro lado, é um excelente sinal, uma vez que nesse período a população cresceu razoavelmente, assim como a quantidade de lares com televisão. Com certeza, houve um aumento no número bruto de telespectadores. O diabo não é tão feio como deixam entender os críticos dos pontos corridos.

Um pouco sobre a pesquisa

Ela foi feita pela subsidiária brasileira da TNS Sports, a maior empresa do setor em todo o mundo nesse início de ano.

Algumas informações sobre sua base de dados:

Universo

6.036 torcedores de futebol

Faixa etária

acima de 16 anos de idade

Distribuição por sexo

Homens – 70%

Mulheres – 30 %

Classes sociais

A1, A2, B1, B2, C e D

Regiões Metropolitanas

São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Brasília, Manaus, Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Goiânia e Campo Grande

Interior dos estados de

São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul

Cobertura populacional

65,5%

Cobertura do PIB

85,2%

Margem de erro

1,1%

Os entrevistados primeiro definiram-se como torcedores de futebol e só depois passaram a responder ao questionário. Uma pesquisa como essa, em que há uma pré-definição do público-alvo, uma seleção, permite uma margem de erro bastante reduzida, no caso presente de apenas 1,1%.

A maior parte dos dados dessa pesquisa não serão abertos ao público por enquanto, pelo menos enquanto continuarem as negociações Clube dos 13/Globo, em torno dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileito para 2009 a 2011.


.

Marcadores: , , ,

17 Comments:

  • At 7:22 PM, Blogger ronaldo derly said…

    interessante hem emerson a libertado
    res ficar em terceiro lugar,no momen
    to em que a maioria dos times querem
    jogar a mesma,gostei do post parabéns

    ronaldo derly

     
  • At 9:09 PM, Anonymous Anônimo said…

    Realmente a Copda do Brasil a frente da LA foi uma grande surpresa. Mas a explicação seja devido a ter um numero maior de times brasileiros disputando.
    Valeu pelas informações como sempre.

    João luiz

     
  • At 10:45 PM, Blogger Emerson said…

    Creio que a explicação seja por aí mesmo Ronaldo e João Luiz. Essa pesquisa cobriu regiões onde a CB é muito importante e Libertadores é somente sonho distante.

    A CB é uma competição com grande potencial, mas precisa mudar de época e incluir os clubes que disputam a Libertadores, também.

     
  • At 10:51 PM, Anonymous Lucas said…

    Pedindo licença direto do Além do Jogo, Emerson, se alguém me explicar porque diabos a Copa do Brasil não é disputada no segundo semestre, incluindo os times da Liberta, eu ficarei muito feliz. Mesmo que seja uma explicação do tipo "é assim porque a Globo quer assim", mas que seja oficial.

    [s]

     
  • At 11:41 PM, Blogger Emerson said…

    De fato, eis uma boa questão, Lucas. Mas por mim uma mudança de calendário faria mais sentido se fosse completa, pegasse de cabo a rabo todo o futebol brasileiro, adequando-o ao calendário mundial - creio que já dá para dizer isso, calendário mundial.
    A rigor, o Brasil é o único grande mercado da bola fora de sintonia.

    Nesse caso, a CB teria que ter todos os clubes, claro, e a SA não poderia ter os clubes da Libertadores, exceto como repescagem para os eliminados da primeira fase, por exemplo.

    Quem sabe...

     
  • At 9:34 AM, Blogger Ivan said…

    blogueiro o campeonato brasileiro vai ser sempre o preferido do brasileiro seja com ponto corrido ou não...
    o mata-mata é mais emocionante...

     
  • At 1:43 PM, Anonymous Lucas Dantas said…

    Emerson, vou ser do contra. Não me agrada a idéia de adaptarmos o calendário e começarmos a ver jogador atuando no verão e tirando férias no inverno.

    Por mim, fica como está.

     
  • At 3:38 PM, Blogger Emerson said…

    Lucas, do jeito que está seremos eternas vítimas da janela de verão. Começaremos a principal competição com um time e terminaremos com outro.

    Nossos clubes continuarão alijados dos torneios de verão e por aí vai.


    Ivan, isso é certo, mas é certo, também, que esse campeonato incorporou bem os pontos corrridos e o público também.

     
  • At 6:32 PM, Anonymous Lucas Dantas said…

    Emerson, não importa mudar o calendário, pois existem as janelas do meio. Acontecerá a mesmíssima coisa. Chegaremos em dezembro e os clubes europeus comprarão por atacado os nossos jogadores e ainda apresentarão às torcidas como presente de natal. Ou pior: comprarão para levar em junho, o que dará na mesma.

    Outro detalhe é esquecido. A Libertadores só dura um semestre (o primeiro) e o campeão de um ano demorará quase 6 meses para jogar a Liberta. Nisso, o que vai perder de jogador....

     
  • At 12:51 AM, OpenID futebolnegocio said…

    Concordo com o Lucas!

    Para mim o calendário é o menor dos problemas do nosso futebol.

    Muitas vezes ele é usado como desculpa da incompetência dos nossos clubes.

    O calendário do futebol brasileiro está de acordo com o hábito e a cultura do torcedor daqui. Não vejo como a adaptação possa trazer grandes benefícios.

    Abs,
    Marcos Silveira

     
  • At 10:19 AM, Blogger Davi said…

    Discordo dessa observação sobre os pontos corridos. Como já foi citado nos comentários, o Campeonato Brasileiro será o de maior preferência dos torcedores independente da fórmula. Para chegar numa conclusão sobre isso deveria haver uma pergunta direta sobre pontos corridos X mata-mata.
    Gostaria de ver os dados dessa pesquisa referentes apenas ao RS. Acredito que a LIbertadores, não só passaria a Copa do Brasil como se aproximaria muito mais do Brasileiro.

     
  • At 11:37 AM, Blogger Emerson said…

    Davi, oportunamente conheceremos os dados por estados sobre as preferências dos torcedores. Também acredito que a LA terá peso maior no RS.

    Quanto ao gosto por pontos corridos, bato na mesma tecla: 5 anos seguidos foram o bastante para cair no gosto do torcedor. É o que eu acredito.

    Lucas e Marcos: a mudança de calendário não poderia vir sozinha, teria que ser, necessariamente, acompanhada por outras, que permitissem, por exemplo, aos grandes clubes brasileiros excursionarem por Europa e mercados emergentes da Ásia.

    A janela de inverno é menos predadora que a de verão. Nessa última janela de inverno, a rigor, só o São Paulo perdeu titulares, mais o Caio do Palmeiras e o Zé Roberto do Botafogo.

     
  • At 2:58 PM, Blogger Juliano said…

    Relacionar preferencia ao Brasileirao com pontos corridos é um sofisma.

     
  • At 3:43 PM, Blogger André said…

    Coloquei este comentário no blog do Juca:
    Uma informação que reputo interessante. Não sei de outras capitais, mas aqui em Porto Alegre (especialmente no campeonato brasileiro), quando não há coincidência de horários as pessoas se reúnem em bares e restaurantes para assistirem aos jogos da dupla Grenal fora da cidade. Na verdade, em dias de jogos, o bar que não tiver o pay-per-view fica vazio. Não entro na questão da legalidade, mas o fato é que o universo de pessoas que assistem aos jogos neste sistema é muito maior especialmente nos dias de semana de frio o que comprova o sucesso da fórmula. Na semana passada, o jogo do Grêmio não foi transmitido para Porto Alegre e as pessoas que não sabiam disto procuravam os bares para verem o jogo. Penso que isto é uma revolução no comportamento das pessoas ainda não dimensionado ou estudado. Abraços. André

    Em tempo: Há um curta metragem que fala do "gato" da tv à cabo num bar da periferia...muito bom, mas não lembro o nome, oh tristeza...

     
  • At 3:44 PM, Blogger André said…

    Outra: O mata-mata só interessante para as torcidas dos times que lá chegam. Para os demais, nada. E não há como comercializar um campeonato assim em outras praças. Há que se preencher todo o calendário...

     
  • At 4:39 PM, Blogger Emerson said…

    Sofisma, não, Juliano, não posso concordar de forma alguma.

    É uma inferência perfeitamente lógica, passível de discussão, sem dúvida, mas nunca um sofisma.

     
  • At 4:43 PM, Blogger Emerson said…

    Interessante teu testemunho, André.

    Aqui em SP tem muito disso, também, e várias vezes já fui convidado por amigos para acompanhar jogos em bares.

    Como sou mais da mineral com gás e algumas vezes cometo a temeridade de escrever sobre o que vi em campo, prefiro ficar em casa.

    O ppv é companheiro desde o primeiro ano, faz parte do orçamento básico de casa: água, luz, internet, ppv, telefone.

    Nessa ordem.
    :o)

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home