Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

sexta-feira, junho 20, 2008

Redes de TV européias contra o doping



A EBU – European Broadcasting Union – emitiu um comunicado incisivo hoje: as redes cortarão suas coberturas esportivas se as federações não oferecerem o máximo de garantias contra o doping.

Jean Reveillon, Diretor-Geral da EBU disse os próximos contratos com federações esportivas vai incluir cláusulas comprometendo a entidade esportiva a seguir rigorosamente as normas da WADA – World Anti-Doping Agency – ou, caso não o façam, estarão sujeitas a sanções que afetarão seus direitos de TV e tempos de transmissão.

M. Reveillon disse ainda que “O número de casos de doping no último ano reforçou nossa intenção em cobrar de nossos parceiros esportivos o melhor de seus esforços na luta contra o doping. É nosso dever tomar medidas que assegurem a nossos telespectadores que estamos oferecendo a eles o esporte tão limpo quanto possível. Se algum dos nossos parceiros não oferecer as garantias exigidas por contrato, ele certamente sofrerá sanções em termos de direitos de TV e tempo de transmissão.”

Os casos de doping têm aparecido em grandes eventos esportivos nos últimos anos, comprometendo a credibilidade de muitos esportes, notadamente no famoso Tour de France, prova máxima do ciclismo mundial. Em 2007, as emissoras estatais alemãs ARD e ZDF suspenderam a cobertura dessa prova em resposta ao resultado positivo do anti-doping de Patrik Sinkewitz, com elevados níveis de testosterona no organismo.

No Brasil...

... enquanto isso, tudo que se percebe é uma grande condescendência e a habitual bagunça que, infelizmente, nos caracteriza.

Atletas pegos em exames de doping ora são perdoados, ora pegam penas mínimas. Hipóteses mirabolantes são aceitas por tribunais e tudo “termina bem”. A rigor, somente no atletismo os cuidados e orientações da WADA são levados mais a sério, o que basta para levantar protestos e as típicas defesas na linha do “coitadinho” ou “coitadinha”.

O maior problema do controle do doping é que as formas e métodos para fraudar as leis e as competições caminham muito mais rapidamente que sua descoberta e posterior controle. A disputa é científica e nela vale tudo, desde o uso de medicamentos úteis e importantes, até a pesquisa clandestina de drogas com a finalidade única de fraude.

Cuidado, brasileiros de todos os esportes, levantamento de copos e porrinha, inclusive: a cafeína voltou à alça de mira da WADA e a famosa pílula azul parece que vai entrar no Index.

.

Marcadores: , ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home