Um Olhar Crônico Esportivo

Um espaço para textos e comentários sobre esportes.

<

terça-feira, agosto 05, 2008

Rolando pelo mundo da bola...


... por aqui e além-mar



O preço da loucura

Costuma ser caro, o que é sabido desde tempos imemoriais.

Pagaram-no reis ambiciosos e nobres ambiciosos, que levaram países e cidades à miséria e à destruição.

Deixando a história de lado, até porque ninguém dá bola para ela e seus ensinamentos, vemos no futebol a perpetuação de loucuras, uma atrás da outra.

Vejam a nota publicada na coluna Painel, de hoje, na Folha de S.Paulo:

"Mar agitado

O facão que o Santos começou a passar nas remunerações mais altas pagas pelo clube deixou Marcelo Teixeira sob fogo cruzado de conselheiros dos dois lados e até de alguns dirigentes. A maioria quer explicações sobre a assinatura de contratos milionários, como o de Fabão (R$ 300 mil mensais) em tempos de crise. O que mais chama a atenção, porém, são altos valores de luvas e outras parcelas. A redução aceita por Cuevas foi nas luvas. Conselheiros querem saber se empresários ganharam comissões nesses negócios."

Diz tudo, não é mesmo?



Novos velhos fãs da Madonna

O pessoal que está cuidando da possível vinda de Madonna para o Brasil reservou o Morumbi para três shows da cantora entre 13 e 20 de dezembro.

A direção do São Paulo está esfregando as mãos de contentamento. Diretores que já eram, digamos, veteranos, quando Louise Veronica, mãe da Lourdes Maria, começou a cantar, são agora fãs de carteirinha da moçoila desde criancinhas.

Afinal, três shows em pleno dezembro, depois do encerramento do Brasileiro e muito antes do início da temporada 2009 é tudo que o pessoal pode pedir para fechar o ano em grande estilo e apresentar mais um balanço recorde em abril.

Além das três apresentações em São Paulo, está prevista uma no Maracanã, no mesmo período.



Roberto Dinamite no Arena Sportv

“O Vasco já antecipou tudo que podia até dezembro e temos compromissos a cumprir.”

Lula tanto falou numa ‘herança maldita’, nunca vista, nunca sentida, que ela até foi esquecida, já que inexistente. Mas agora dá para enxergar a verdadeira herança maldita: o legado de Eurico Miranda para os vascaínos, presididos agora por Roberto Dinamite.

É árdua, extremamente árdua a tarefa de Roberto à frente do Clube de Regatas Vasco da Gama. Eu, particularmente, acredito nele e creio que conseguirá reerguer o clube, mesmo precisando recorrer à prática dos adiantamentos de verbas do ano seguinte, como acaba de ser feito. Mais a respeito no último item desse post.

A propósito, amanhã, em São Januário, o Vasco vencerá o Coxa.

Ainda falando em Vasco, o gerente de marketing, Marcus Duarte, foi demitido pela nova direção. Embora parte da herança euriquiana, na visão deste blogueiro ele vinha fazendo um bom trabalho, fechando acordos com MRV, Habib’s e Coca-Cola.

De certa forma tal saída era esperada e mesmo inevitável, até porque mudou o diretor responsável pela área. Em termos operacionais, um novo executivo terá maior liberdade para tentar renegociar os atuais patrocínios.



Rolando na Gávea...


A Modernidade

O Flamengo assinou um contrato pioneiro no Brasil, com o Google, que colocou no Youtube um canal exclusivo para o Flamengo. Além de servir para mostrar vídeos feitos pela FlaTV, o canal também receberá, de forma inédita em relação aos contratos com alguns clubes europeus, vídeos produzidos pelos torcedores.

Não há perspectiva, ao menos imediata, de retorno financeiro, mas também não haverá gasto algum com a iniciativa, que tem tudo para se transformar numa grande ferramenta de comunicação interativa entre o clube e seus torcedores.


E o atraso

Sem maiores comentários, transcrevo a matéria do GloboEsporte.com:

“Torcedores invadem treino, protestam e atiram rojão nos jogadores do Fla

Atletas reagem e por pouco não ocorre pancadaria. Reunião a portas fechadas sela a 'paz'

Eduardo Peixoto Rio de Janeiro

Alguns torcedores do Flamengo trocaram a impaciência pela violência. Nesta terça-feira, cerca de trinta pessoas foram ao treino para protestar pelo mau momento da equipe no Brasileiro. Mas o manifesto, que parecia pacífico, acabou em vandalismo.


Aos gritos, a torcida pedia mais vontade ao time: “Para jogar no Flamengo, tem que ter disposição”. Os jogadores já participavam do rachão, quando os rubro-negros invadiram o local de treinamento, na Gávea, ofendendo os atletas e exigindo uma conversa com todo o grupo.

Em seguida, atiraram um rojão sobre o elenco. O lateral-direito Leo Moura quase foi atingido e chegou a cair no gramado. O jogadores interromperam a atividade imediatamente e reagiram. O volante Ibson xingou os agressores e foi contido por Jônatas.O lateral-esquerdo Juan, muito nervoso, saiu de campo e entrou no vestiário chutando a porta:

- Estão de sacanagem. Isso não existe - gritava.

Com o clima um pouco mais calmo, o zagueiro Fábio Luciano e o goleiro reserva Diego se reuniram com os torcedores para tentar acalmar a situação. Em seguida, alguns líderes de torcida e jogadores se reuniram para uma conversa na sala do departamento de futebol do Rubro-Negro.

Depois das cenas de conflito, a situação aparentemente foi contornada. De banho tomado, Ibson e Leo Moura foram conversar com o grupo de manifestantes. Fábio Luciano foi o único a dar entrevistas.

- Serve como aprendizado. Eles colocaram o sentimento e isso vai fortalecer ainda mais o grupo. A bomba foi um fato isolado - diz o capitão.

Segundo ele, a invasão poderia ter conseqüências graves se não houvesse a reunião depois.

- Se não houvesse a conversa poderia interferir no nosso trabalho. As imagens vão repercutir, mas está tudo certo - diz Fábio Luciano.

Do lado dos torcedores, o discurso também era de paz. Eles reafirmaram o desejo do título brasileiro e garantiram apoio irrestrito no jogo de sábado, contra o Atlético-PR, no Maracanã.

Na opinião deste Olhar Crônico Esportivo, conversar com invasores é dar-lhes importância e legitimidade. Clube e jogadores erraram.



Rolando no Clube dos 13...

O título desse mini-post deveria ser “rolando graças ao Clube dos 13”. O segundo turno do campeonato de 2008 ainda não começou, mas as retiradas por conta dos direitos a receber em 2009 já começaram, para felicidade de quem tinha salários e créditos diversos a receber do Corinthians, Palmeiras e Vasco da Gama.

O Vasco usou o adiantamento para acertar salários, que foram pagos nesse começo de semana. Os outros dois devem ter usado o dinheiro para a mesma finalidade.

Até então, e como sabiam os leitores deste Olhar Crônico Esportivo, os adiantamentos de direitos do ano seguinte só ocorriam no final do campeonato corrente. Mas, pelo jeito, a situação anda bem difícil para muita gente boa. Dá-se como certo que os três clubes citados que já receberam adiantamentos por conta de seus direitos 2009, representam apenas o começo da temporada de pedidos.

Outros virão e bem rapidamente.


Na eleição...

... deu o que era previsto e foi antecipado: apesar da presença de Perrella, que retirou-se espertamente na última hora, Horcades levou a vice-presidência por 14 a 5.


.

Marcadores: , , , , , ,

2 Comments:

  • At 6:51 PM, Blogger RONALDO DERLY said…

    Emerson mandei duas matérias publica
    das pela revista CARTA CAPITAL para
    voce,me confirme se recebeu por favor,achei bem interessante e gosta
    ria que voce tomasse conhecimento.

    abraço ronaldo.

     
  • At 6:51 PM, Blogger RONALDO DERLY said…

    Detalhe mandei por email,direto do
    site da revista,valeu,ronaldo.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home